Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 19 de Abril de 2021

Política

Tribunal Superior Eleitoral proclama resultado da eleição presidencial

O próximo passo antes da posse é a diplomação de Dilma, quando o TSE entregará à presidente o certificado de que foi reeleita

Tribuna Hoje

29 de Outubro de 2014 - 07:25

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) proclamou na noite desta terça-feira (28) o resultado do segundo turno da eleição presidencial do último domingo (26), que reelegeu a presidente Dilma Rousseff (PT). A proclamação é a oficialização do resultado da disputa.

O próximo passo antes da posse é a diplomação de Dilma, quando o TSE entregará à presidente o certificado de que foi reeleita, com resultado nas urnas reconhecido como legítimo pela Justiça Eleitoral. Pela resolução do tribunal, a diplomação, que é condição necessária para a posse, precisa ocorrer até o dia 19 de dezembro. Ainda não foi marcada a data.

Na eleição mais apertada desde 1989, Dilma foi escolhida para comandar o Brasil por mais quatro anos com 51,64% dos votos contra 48,36% do candidato do PSDB, Aécio Neves. A diferença entre os dois candidatos foi de cerca de 3,4 milhões de votos.

Em 1989, Fernando Collor de Mello (PRN) foi eleito no segundo turno, com 53,03% dos votos válidos, contra 46,97% de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Em 1994 e 1998, Fernando Henrique Cardoso (PSDB) ganhou no primeiro turno, com 55,22% dos votos válidos (1994) e 53,06% (1998).

Em 2002, após três derrotas, Lula (PT) foi eleito pela primeira vez ao alcançar 61,27% votos válidos no segundo turno, contra 38,73% de José Serra (PSDB). Em 2006, Lula (PT) foi reeleito no segundo turno, com 60,83% dos votos válidos, contra 39,17% de Geraldo Alckmin (PSDB).

Em 2010, quando conquistou seu primeiro mandato, a petista Dilma Rousseff também foi eleita no segundo turno. Na época, ela superou o tucano José Serra. Dilma foi eleita em 2010 com 56,05% dos votos válidos, contra 43,95% de Serra.