Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 25 de Outubro de 2021

Política

Único deputado eleito por Três Lagoas diz que vai trabalhar por mais indústrias

Campo Grande News

22 de Dezembro de 2010 - 16:40

Eleito deputado estadual com 25.428 votos, Eduardo Rocha (PMDB), 44 anos, assume pela primeira vez, a partir de fevereiro, um cargo eletivo. Dos cinco candidatos de Três Lagoas que disputaram as eleições de outubro, ele foi o único eleito e está ciente da responsabilidade. Em visita hoje ao Campo Grande News, ele garantiu que no Legislativo irá defender a bandeira da industrialização.

Embora não tenha ocupado nenhum cargo na prefeitura durante a administração da esposa, Simone Tebet, que foi eleita vice-governadora do Estado, Rocha quer levar para a Assembleia Legislativa a experiência de ter participado dos processos que atraíram 32 indústrias para o município nos últimos cinco anos e que ajudaram Três Lagoas, com 101 mil habitantes, a se transformar no maior pólo industrial do Estado.

"Vou trabalhar para trazer indústrias para o Estado. Quero ver Mato Grosso do Sul como é hoje Três Lagoas: com placas oferecendo vagas para o trabalhador”, disse Eduardo Rocha, em entrevista ao Campo Grande News. Acompanhe abaixo, os principais trechos da entrevista:

Trajetória - “Comecei a fazer política com o senador Ramez Tebet [pai de Simone] em 1992, quando me filiei ao PMDB em Três Lagoas. Aí comecei a acompanhar a política e participei da eleição do senador em 1994.

Em 1998 coordenei a campanha do deputado Moka [Valdemir Moka] que disputava pela primeira vez como deputado federal. Assumi o cargo de presidente do PMDB no município e comandei a campanha de Simone para deputada estadual e do Ramez para a campanha de reeleição ao Senado em 2002.

Também coordenei a campanha de Simone para a prefeitura em 2004 e para a sua reeleição. Agora, pela primeira vez coloquei meu nome à disposição do meu partido e fui aprovado por unanimidade. Coloquei meu nome para a apreciação popular e, graças a Deus, tivemos êxito”.

Três Lagoas é hoje o carro chefe da industrialização de Mato Grosso do Sul, segundo PIB industrial do Estado e, conforme a Fiems, a projeção é que em 2015 ultrapasse Campo Grande, lembra o deputado eleito.

"A partir de março de 2011 a fábrica [de celulose] da Fibra vai depositar mensalmente nos cofres do Governo do Estado 40 milhões de reais e 25% desse valor será rateado entre os 78 municípios. Então, Três Lagoas já ajuda os outros município. Fora a geração de empregos. Temos lá sul-mato-grossenses de Dourados, Corumbá, Ponta Porã. Ficamos contentes, porque não é só Três Lagoas. É Mato Grosso do Sul se transformando num estado pujante industrialmente por meio da diversificação da matriz econômica”.