Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 30 de Setembro de 2020

Região

Com decreto, passageiros de vans só terão um ponto de desembarque na Capital

Este decreto obriga também o uso de máscaras pelos passageiros e permite que vans operem com 50% da capacidade.

Redação/Região News

26 de Junho de 2020 - 15:20

Com decreto, passageiros de vans só terão um ponto de desembarque na Capital

A partir desta sexta-feira quem for viajar de vans para Campo Grande, só terá um ponto de desembarque na Capital: a sede da cooperativa a que a van estiver vinculada, perto da antiga estação rodoviária, entre as ruas Vasconcelos Fernandes, Dom Aquino e Barão do Rio Branco. Decreto da Prefeitura de Campo Grande, publicado na edição desta sexta-feira do Diário Oficial tornou obrigatório o que até aqui era uma recomendação.

Na prática quem for para Capital e quiser por exemplo, ficar no Hospital Regional ou ao longo da Avenida Gunter Hans, saída para Sidrolândia, terá de ir até o centro, desembarcar e voltar.

Há 10 dias, a Prefeitura tinha publicado um decreto com recomendações sobre esse tipo de transporte durante a pandemia do coronavírus e nesta sexta alterou esta regra, tornando as medidas de segurança um pouco mais rígidas.

Conforme publicação no Diogrande, “é obrigatório o desembarque dos passageiros de transporte intermunicipal em veículos vans no Município de Campo Grande no endereço da sede das Cooperativas”.

Os endereços a que a publicação se refere são: Rua Dom Aquino em frente ao n. 694 para os veículos da Cooptrapt; e Rua Barão do Rio Branco em frente ao n. 210 para os carros da Coopervans do Pantanal.

As outras normas sobre o uso das vans foram mantidas. Dentre elas a de os passageiros realizarem cadastros nas empresas e terem a temperatura aferida antes e depois do início da viagem.

Os dados serão armazenados pela empresa para o caso de algum passageiro precisar ser acionado. Este decreto obriga também o uso de máscaras pelos passageiros durante a viagem e permite que vans operem com somente 50% da capacidade.