Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 21 de Fevereiro de 2024

Região

Estudante de medicina acusado de matar ex-namorada se entrega à polícia

Diego Mendonça se apresentou à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário de Dourados nesta tarde.

Campo Grande News

12 de Fevereiro de 2024 - 16:44

Estudante de medicina acusado de matar ex-namorada se entrega à polícia
Estudante de medicina em frente à parede da Depac, em Dourados, onde se apresentou (Foto: Divulgação).

O estudante de medicina Diego de Souza Mendonça, 26, acusado de matar a tiros a ex-namorada se apresentou na tarde desta segunda-feira na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) em Dourados, a 251 km de Campo Grande.

Mayara Almodin Aran Florenciano, 29, foi assassinada na madrugada de ontem (11) em Nioaque, a 184 quilômetros da Capital. Após o crime, Diego fugiu para Maracaju, onde deixou sua caminhonete com um tio e pegou a Fiat Strada branca do parente.

Ele teria alegado ao tio que a caminhonete estava apresentando defeito e como precisava chegar a Dourados, pediu a picape emprestada. A Fiat Strada foi encontrada abandonada hoje de manhã no Jardim Esplanada, na região sul de Dourados.

Conforme a Polícia Civil, Diego vai ficar preso, pois a Justiça já havia expedido sua prisão preventiva. O rapaz é aluno do curso de medicina em uma universidade de Pedro Juan Caballero. O crime aconteceu na Rua Retirada da Laguna, no Bairro São Miguel, em Nioaque. Diego já havia ameaçado a ex-namorada, mas a motivação é desconhecida.

Segundo a polícia, a jovem estava em uma festa de Carnaval, quando pegou carona para ir embora com casal de amigos. Chegando em casa, antes de descer do carro, um outro veículo encostou atrás do automóvel, onde a vítima estava.

Mayara ainda comentou com os amigos que era o seu ex se aproximando. O suspeito então desceu do carro, foi até onde a vítima estava, abriu a porta do passageiro e disparou contra ela várias vezes. Mayara foi atingida por três tiros e socorrida, mas morreu em seguida.