Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 12 de Abril de 2024

Região

Mercenário que fazia segurança de traficante da fronteira é preso na Europa

Campo Grande News

21 de Fevereiro de 2024 - 14:20

Mercenário que fazia segurança de traficante da fronteira é preso na Europa
O romeno Musat Martel (à direita), o PM Ygor Nunes (centro) e Wanderlei Cunha (Foto: Reprodução).

Foi preso no Reino Unido o grego Nikolaos Kifanidis, um dos integrantes do grupo paramilitar que fazia a escolta do narcotraficante Antonio Joaquim Gonçalves Mendes da Mota, 30, conhecido como “Dom” e “Motinha”.

No dia 30 de junho do ano passado, Nikolaos, Motinha e outros paramilitares foram alvos da Operação Magnus Dominus, desencadeada pela Polícia Federa para desmantelar o grupo de mercenários montados pelo traficante sul-mato-grossense para sua proteção pessoal e para intimidar cartéis rivais.

Seis mercenários foram presos naquele dia, mas “Dom” e cinco de seus seguranças conseguiram fugir, entre eles Nikolaos Kifanidis, localizado sexta-feira (16) no Reino Unido. Na segunda-feira (19), a Justiça Federal ratificou o mandado internacional de prisão e deu prazo de 5 dias úteis para o Ministério Público Federal se manifestar sobre pedido de extradição.

O grego é o segundo mercenário localizado após a operação. Também incluído na lista vermelha de foragidos da Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal), o italiano Giorgio Otta foi preso no dia 18 de dezembro, na Itália. A Justiça brasileira já solicitou sua extradição.

Ainda seguem foragidos os brasileiros Alberto Florisbal Schonhofen e João Paulo Torres Veiga e o romeno Musat Corian Martel.

Alberto tinha uma empresa de comércio varejista de cosméticos, produtos de perfumaria e higiene pessoal em Charqueadas (RS), onde já foi conselheiro tutelar e trabalhou com escoteiros. João Paulo, o “Checheno”, tinha empresa de cobranças em Belo Horizonte (MG).

Os mercenários presos no dia da operação foram Ygor Nunes Nascimento, Jefferson Gusmão Correa Honorato, Luis Guilherme Chaparro Fernandes, Iuri Silva de Gusmão, Vanderlei Cunha Junior e Victor Gabriel Gomes Guimarães Romeiro.

Ygor Nascimento, conhecido como “Romanov”, é terceiro-sargento da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul e até o dia em que foi preso estava lotado no DOF (Departamento de Operações de Fronteira), grupo de elite da PM criado justamente para reprimir o tráfico e contrabando na linha internacional.

Mercenário que fazia segurança de traficante da fronteira é preso na Europa
"Motinha", apontado como chefe dos mercenários, segue foragido (Foto: Arquivo)

“Motinha” – Chefe do grupo de mercenários e peça importante no Clã Mota, Antonio Joaquim Gonçalves Mendes da Mota foi avisado com antecedência sobre a operação de 30 de junho e conseguiu fugir de helicóptero. Atualmente ele é alvo de dois mandados de prisão internacional e também está na difusão vermelha da Interpol. Segundo fontes da fronteira, “Motinha” está escondido em território paraguaio.