Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 13 de Junho de 2021

Região

Mulher pediu medida protetiva quatro dias antes de ser morta pelo ex

Campo Grande News

17 de Maio de 2021 - 14:16

Mulher pediu medida protetiva quatro dias antes de ser morta pelo ex
Janaína Suelen Ponciano, de 31 anos, já havia registrado boletim de ocorrência contra o ex-marido dias antes de ser morta . (Foto: Arquivo pessoal)

Janaína Suelen Ponciano, de 31 anos, já havia registrado boletim de ocorrência contra o ex-marido dias antes de ser morta por ele. Ela procurou a delegacia de Bataguassu, no dia 10 de maio, Márcio Cordeiro de Novaes, 43 anos, não aceitava o fim do relacionamento. Ele a ameaçou e dizia que iria se matar, mas não iria sozinho.

Na delegacia, Janaína contou que havia terminado o relacionamento há dois meses, mas Márcio não aceitava o término. No dia 10 de maio, quatro dias antes de ele atirar na cabeça de Janaína, o assassino mandou foto de uma arma para o tio dela. Consta no boletim de ocorrência que após mandar a foto ele disse que teria vendido a arma para comprar uma bicicleta elétrica, mas que ainda tinha mais duas guardadas.

A vítima contou que ele fazia ameaças e ainda dizia que iria se matar, mas que não ia sozinho. Ainda conforme boletim de ocorrência registrado por Janaína poucos dias antes de morrer, ela chegou a afirmar que ele fez videochamada r com uma faca no próprio pescoço dizia que se mataria e que Janaína havia arruinado a vida dele.

Após o registro do boletim de ocorrência, Janaína ainda conseguiu medida protetiva contra o ex—marido, ele deveria ficar a uma distância mínima de 100 metros dela.

Márcio chegou a ser intimado na quarta-feira (12), mas nem a medida protetiva foi capaz de impedir que Márcio fosse atrás de Janaína em sua casa e atirasse na cabeça dela, ela não resistiu e acabou morrendo no hospital no dia 14.  Eles foram casados por 16 anos e tinham uma filha de 12 anos.

Márcio foi preso no último sábado (15), no Bairro Santa Luzia em Bataguassu. Nas buscas, os policiais localizaram a arma utilizada no crime, um revolver calibre 38, que estava escondido sobre o telhado de uma residência no Jardim Acapulco.

Crime- Após ser baleada na cabeça, Janaina Suelen Ponciano, de 31 anos, não resistiu e morreu na noite dessa sexta-feira (14), no hospital Nossa Senhora Auxiliadora, em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande. O crime aconteceu na tarde de sexta-feira, em Bataguassu.

O tiro acertou a cabeça da vítima, que caiu em um corredor da casa onde morava, que fica entre o quarto e o banheiro. Após acertar a vítima, o suspeito fugiu do local do crime em um carro Fiat Uno.