Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 1 de Agosto de 2021

Região

Prefeitura de Chapadão do Sul decreta lockdown durante uma semana para conter avanço da Covid-19

Correio do Estado

22 de Julho de 2021 - 14:11

Prefeitura de Chapadão do Sul decreta lockdown durante uma semana para conter avanço da Covid-19
Foto: Reprodução

A prefeitura de Chapadão do Sul, decretou que a partir de hoje (21) até 27 de julho ficam suspensas festas de toda e qualquer espécie no município. Se enquadra na medida festas de aniversários, casamentos, batizados, reuniões familiares, entre outras. Além disso, também está proibido a realização de atividades esportivas, inclusive atividades físicas em academias, estúdios ou quadras, campos e ginásios de esportes.

A partir de sexta-feira (23) ficam suspensas as atividades escolares, comerciais (inclusive supermercados, bares e conveniências), empresariais, de prestação de serviços, de serviços públicos, esportivas, recreativas e religiosas de todos os cultos.

Segundo o prefeito João Carlos Krug (PSDB), Chapadão do Sul está na contramão em relação aos outros municípios. “Enquanto o número está caindo nas outras cidades, aqui está tendo um aumento”, afirmou o gestor. Mesmo estando na bandeira vermelha, o município registrou na semana passada nove óbitos, o que para o prefeito é muito alto, já que desde o início da pandemia Chapadão do Sul teve 67 mortes em decorrência da doença. “Os óbitos ficaram maiores do que as medidas que estávamos tendo”, relatou Krug.

Os bares e restaurantes poderão funcionar em formato de delivery, e o recomendado é que as pessoas estoquem comida durante o fechamento dos supermercados. Serão antecipados os feriados de 7 de setembro para sexta-feira (23) e 11 de outubro para segunda-feira (26). 

"De maneira geral, a maioria da população aceitou, somente os comerciantes que estão reclamando, mas é normal as pessoas reclamarem", disse o prefeito. 

Krug ainda disse que a Secretaria de Estado de Saúde (SES) está fazendo o cálculo errado em relação ao envio de vacina para o município, pois conta os dados a partir dos números divulgados pelo censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no qual apontam 25.865 habitantes. “Nós temos mais de 35 mil pessoas. A quantidade aumentou em relação ao último censo, por isso ainda estamos com a vacinação lenta.” O município está vacinando pessoas com mais de 35 anos.