Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 9 de Maio de 2021

Saúde

Campanha de Vacinação ultrapassa meta de 90% no Estado

Municípios que ainda possuem doses ampliaram a vacinação para população em geral

Correio do Estado

12 de Julho de 2020 - 19:53

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe alcançou 90,78% de imunização, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), e ultrapassou a meta de 90% em Mato Grosso do Sul. Os municípios que ainda possuem doses ampliaram a vacinação para toda população, enquanto durarem os estoques.

A aplicação das doses foi estendida em julho e gerou grande procura da população, chegando a causar grandes filas nos postos de saúde e aglomerações. As doses foram ampliadas nas localidades que não alcançaram a meta de imunização no público-alvo, que continua sendo prioritário.

Dividida em três fases, a campanha teve início em 23 de março e encerrou em 30 de junho. O público-alvo dessa campanha era formado por idosos, trabalhadores da saúde, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, profissionais das forças de segurança e salvamento, população privada de liberdade, adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas.

Além de funcionários do sistema prisional, motoristas de caminhões, transporte coletivo (não incluso taxistas e motoristas de aplicativos) e portuários, população indígena, crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas até 45 dias, adultos de 55 a 59 anos de idade e professores da rede pública e privada.

A vacina da gripe protege contra os três subtipos do vírus influenza que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A vacina reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença e óbitos. Ela não tem eficácia contra o coronavírus, mas poderá auxiliar profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para a Covid-19, já que os sintomas são parecidos.Além disso, ela vai ajudar a reduzir a procura por serviços de saúde.

Brasil  

Em âmbito nacional, a Campanha alcançou 90,2% do público-alvo, de acordo com o Ministério da Saúde. Entre os grupos prioritários, os idosos tiveram melhor desempenho, com cobertura de 119,72%. Estados e municípios receberam 79,9 milhões de doses da vacina. Desse total, 81,18% foram aplicados.

Os trabalhadores da área da saúde ultrapassaram 100%, alcançando 115,23% do grupo vacinado. Enquanto isso, o grupo com menor cobertura vacinal é o das pessoas entre 55 a 59 anos, que tiveram 58,91% de imunização; as gestantes, com cobertura vacinal de 63,92%; seguidas das crianças até 5 anos, com 64,64%; professores das escolas públicas e particulares, com 74,67% do público vacinado.