Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 17 de Maio de 2021

Saúde

Em 3 de 13 lotes, frascos de vacina contra covid vieram com doses a menos

Campo Grande News

17 de Abril de 2021 - 09:42

Em 3 de 13 lotes, frascos de vacina contra covid vieram com doses a menos
Dose de Coronavac sendo extraída de frasco para aplicação. (Foto: Kísie Ainoã)

Em pelo menos três dos 13 lotes de vacinas contra a covid-19 que chegaram a Mato Grosso do Sul este ano apresentaram frascos com menos doses que o previsto. Cada vidrinho deve conter 10 doses da vacina, mas alguns vieram com apenas 9. Conforme a SES (Secretaria de Estado de Saúde), MS já recebeu 13 remessas dos imunizantes, sendo a última na quinta-feira. Dentre eles, nos 9º, 10º e 11º recebimentos, municípios reclamaram que os frascos não vieram com as 10 doses previstas.

Conforme o coronel Marcello Frahia, do Corpo de Bombeiros, responsável pela logística das vacinas, os casos relatados foram informados ao Ministério da Saúde, mas ainda não houve resposta sobre o que pode ter causado o problema. Não foi informado também em que municípios a falha ocorreu.

A situação foi constatada em outros estados e cidades, e conforme sites nacionais, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já está investigando. Os casos são referentes, em sua maioria, à Coronavac, do Instituto Butantan, mas também houve relatos referentes à AstraZeneca, produzida pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). Em pelo menos outros 15 estados houve reclamações desse fato e até o Ministério Público do Paraná está investigando.

O Instituto Butantan nega falhas no envasamento da vacina e atribui o problema à extração incorreta do conteúdo antes da aplicação. Em nota ao O Estado de São Paulo, o Ministério da Saúde apenas informou que tem oroentado Estados e municípios a registrarem os fatos no “formulário técnico quando não for possível aspirar o total de doses declaradas nos rótulos das vacinas”. “A análise dessas ocorrências será conduzida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)”, completou.

Além disso, uma nota técnica da pasta de fevereiro aponta que os frascos das vacinas produzidas tanto pelo Butantan quanto pela Fiocruz devem ter cerca de 5 ml, com recomendação de que cheguem a 5,3 ml, para ter uma margem de segurança e garantir a aplicação de 10 doses de 0,5 ml.