Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 17 de Maio de 2021

Saúde

MS vacina mais de 34 mil pessoas contra a influenza

Estado imunizou cerca de 3% do público-alvo; vacinação contra a covid-19 tem sido ainda mais rápida.

Campo Grande News

20 de Abril de 2021 - 13:47

MS vacina mais de 34 mil pessoas contra a influenza
Vacinação contra a gripe em unidade de saúde na Capital (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)

Em oito dias, Mato Grosso do Sul aplicou 34,2 mil doses de vacina contra a influenza, atingindo 3,2% do público alvo inicial, composto por cerca de um milhão de habitantes. Conforme dados do Ministério da Saúde, há 29,3 mil doses únicas que foram aplicadas e também 4,8 mil classificadas como "primeira dose". Ao todo, o Estado recebeu exatamente 301,2 mil doses.

Maior parte (27,1 mil) foram crianças com até seis anos de idade, preconizadas neste início da campanha, mas o governo federal recomenda que sejam priorizados em sequência povos indígenas (que possuem 3 mil pessoas já vacinadas neste ano), trabalhadores de saúde (2 mil), gestantes (1,5 mil) puérperas (311) e idosos (41).

Comparando o mesmo período, a imunização contra a covid-19 tem sido cerca de 95% mais rápida que a vacinação da gripe. Entre 12 de abril e hoje (20), foram aplicadas pouco mais de 67 mil vacinas para prevenção ao coronavírus, e Mato Grosso do Sul já tem pouco mais de 618 mil pessoas que receberam ao menos uma dose - vale ressaltar que, para garantir máxima eficácia, são necessárias as duas doses.

Campanha - Mato Grosso do Sul deu início à vacinação contra a gripe na segunda-feira (12), enquanto a Capital teve de esperar mais um dia, sob justificativa de reduzir filas e aglomerações no processo de imunização.

O restante do Estado, conforme normativas do governo federal, dividirá a imunização em três fases. Espera-se que 900 mil sul-mato-grossenses sejam vacinados, o equivalente a 90% do público-alvo dessa campanha.

A primeira fase será até 10 de maio, destinada a crianças, gestantes, mulheres que tiveram filho há pouco tempo, indígenas e trabalhadores de saúde. A segunda fase ocorrerá entre 11 de maio e 8 de junho e imunizará pessoas com mais de 60 anos e professores.

Por fim, a terceira etapa está prevista para 9 de junho a 9 de julho, onde serão vacinadas pessoas com comorbidades ou deficiências permanentes, caminhoneiros, trabalhadores do sistema rodoviário e portuário, forças de segurança e das Forças Armadas, funcionários do sistema prisional, detentos e jovens de 12 a 21 anos que estão sob medidas socioeducativas.

Conforme já noticiado, foram oito mortes pelo vírus da influenza no ano passado, enquanto parcial deste ano não contabiliza nenhuma vítima, segundo dados da SES (Secretaria Estadual de Saúde). A comparação com a covid-19 evidencia disparidade muito grande nos números - até o momento, Mato Grosso do Sul já teve mais de 5,2 mil óbitos por essa doença, em pouco mais de um ano de confirmação do primeiro caso.