Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 29 de Outubro de 2020

Saúde

Número de mortes começa a cair, mas internações crescem no Estado

Campo Grande News

03 de Setembro de 2020 - 15:07

Mulher passa pelo teste rápido da covid-19; uma das metas é ampliar a testagem em MS. (Foto: Kisie Ainoã)

Os primeiros dias de setembro confirmam a desaceleração no número de mortes em Mato Grosso do Sul. A média de óbitos, que chegou perto dos 15 ao dia, ontem era de 13,3 sepultamentos e caiu para 12,4 a cada 24 horas.

Na Capital, a queda também se verifica, depois de sepultar 8 vítimas ao dia, passou para 6,4 mortes na quarta e tem 6,1 casos nesta quinta-feira. O boletim atualizado traz mais 11 vítimas fatais hoje (3), 6 delas em Campo Grande. Os pacientes tinham entre 33 e 95 anos, todos com fatores de risco ou comorbidades relatadas.

No caminho oposto ao dos óbitos, a cada dia superamos a quantidade de internações em leitos clínicos, principalmente. Os relatórios que traziam, no máximo 550 hospitalizados, nesta quinta chega a 579. Já a quantidade de pessoas em UTIs segue na casa do 250.

Sobe também o número de pessoas com vírus ativo, que estão em isolamento ou internadas. Mato Grosso do Sul supera pela 1º vez a marca de 8 mil pacientes nesta situação.

A meta agora é baixar a taxa de disseminação da doença, ampliando a testagem e melhorando o monitoramento. Hoje, cada pessoa infectada em Mato Grosso do Sul transmite a covid-19 para outra. "Temos de baixar e atingir a taxa para menos de 1 pessoa e ter uma curva de decréscimo", reforça o secretário de Saúde Geraldo Rezende.

Um dos dados que chama atenção hoje é a lotação de UTIs em Dourados. Depois de muito tempo com taxa inferior aos 80%, nesta quinta atinge 84%. A cidade, que viveu o epicentro do coronavírus em junho, volta a apresentar números altos de contaminados.

Na Capital, a lotação segue sob controle.