Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 18 de Setembro de 2020

Saúde

Taxa de isolamento social em São Paulo vai de 57% a 55% neste sábado; governo quer 70%

Estado tem 560 mortos pela doença. A partir de segunda, taxa de isolamento estará disponível na internet.

G1

12 de Abril de 2020 - 15:26

Após ter subido dez pontos percentuais entre quinta-feira (9) e a sexta-feira Santa (10), a taxa de isolamento social caiu de novo no sábado (11) e chegou a 55% no estado de São Paulo (veja gráfico acima), segundo o sistema de monitoramento inteligente do governo estadual feito com base nos dados dos celulares da população. (saiba como o sistema funciona).

Na segunda (6) e terça (7), o estado tinha taxa de 54% de isolamento, que caiu para 49% na quarta e chegou a 47% na quinta (9), menor taxa já registrada desde o início da quarentena. Na sexta, o índice subiu para 57% e caiu para 55% neste sábado.

Segundo o governo estadual, para controlar a disseminação da Covid-19, o índice ideal é de 70%. O estado nunca chegou a esta taxa: o ápice da quarentena em São Paulo ocorreu no último domingo (5), com 59% de adesão. O índice de isolamento social caiu 12,9% na última semana.

O governador João Doria (PSDB) prometeu tomar medidas mais rígidas na segunda-feira (13), inclusive com prisão para quem desrespeitar as orientações, caso o isolamento não chegue a mais de 60% neste final de semana. Nesta sexta (10), o prefeito da capital, Bruno Covas, disse à GloboNews que atua em conjunto com o governo do estado e que medidas de "intervenção de algumas ruas" da cidade não estão descartadas.

As medidas de isolamento social foram adotadas para tentar conter o avanço do coronavírus, com quarentena que vai até 22 de abril em todo o estado.

De acordo com o Coordenador do Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo, o médico infectologista David Uip, a adesão ideal para controlar a disseminação da COVID-19 é de 70%. Se a taxa continuar baixa, o número de leitos disponíveis no sistema de saúde não será suficiente para atender a população.

A central de inteligência analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social. Com isso, é possível apontar em quais regiões a adesão à quarentena é maior e em quais as campanhas de conscientização precisam ser intensificadas, inclusive com apoio das prefeituras.

O sistema é feito por meio de acordo com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM para que o Estado possa consultar informações agregadas sobre deslocamento nos 645 municípios paulistas. As informações são aglutinadas sem desrespeitar a privacidade de cada usuário, segundo o governo.

A partir de segunda-feira (13), o índice de isolamento estará disponível para consulta no portal do estado.

São Paulo já tem mais de 560 mortos e 8 mil casos confirmados pela doença.

No momento, há acesso a dados referentes a 40 cidades. As informações estão em anexo. O sistema é atualizado diariamente para incluir informações de municípios com população a partir de 30 mil habitantes.