Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 21 de Fevereiro de 2024

SIDROLÂNDIA- MS

Irmãs foram agredidas antes de sofrerem queimaduras

As agressões causaram traumatismo craniano grave, inclusive, com otorragia (sangramento pelo ouvido).

Da redação

08 de Dezembro de 2023 - 10:56

Irmãs foram  agredidas antes de sofrerem queimaduras
No momento do incêndio as duas crianças estavam sozinhas na residência. Foto: Lucas Martins/Região News.

Duas irmãs, de 5 e 11 anos, resgatadas durante o incêndio da madrugada desta sexta-feira (8), sofreram agressão graves antes de sofrerem. queimaduras. O caso aconteceu na Rua General Pinho, no Bairro São Bento Há suspeita de fogo criminoso.

A menina de 11 anos teve 70% do corpo queimado devido a uma explosão, que ainda não se sabe o que provocou. As queimaduras são de segundo e terceiro grau. A situação piora muito pela surra que ela levou antes. As agressões causaram traumatismo craniano grave, inclusive, com otorragia (sangramento pelo ouvido).

A caçula, de 5 anos também tinhas sinais de espancamento. Ela deu entrada no hospital com inchaços e escoriações no rosto e ferimentos no couro cabeludo. Parte do cabelo foi arrancada. O fogo causou queimaduras de segundo grau no braço direito e na perna esquerda da criança.

Devido às dores, as meninas estão em coma induzido. O caso é considerado gravíssimo pelos médicos, as duas estão na ala vermelha da Santa Casa, em Campo Grande. O incêndio começou por volta das 23h, e as meninas foram socorridas por vizinhos que entraram na casa antes que o incêndio tomasse conta de tudo. As irmãs foram levadas pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Elmiria Silvério Barbosa de foram   transferidas para a Capital.

Crime - Na hora do incêndio, a mãe das meninas estava trabalhando no Frigorífico JBS.  Como precisa do emprego e não tem com quem deixas as filhas, ela diz que monitora as meninas pelo celular, sempre conectada por vídeo.  Ela suspeita que o ex-marido tenha se vingado após a separação, colocando fogo na casa. Os vizinhos contaram que logo depois que a fumaça apareceu, eles correram para frente da casa e viram um homem sair de moto, que seria o ex-companheiro da mãe das crianças.