Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Maio de 2024

SIDROLÂNDIA- MS

Na reta final da colheita, Famasul projeta redução de quase 44% na produtividade da soja

Conforme o último boletim da Famasul, na safra 2023/2024 as lavouras de soja de Sidrolândia registraram redução de 43,33% na produtividade.

Redação/ Região News

21 de Abril de 2024 - 19:09

Na reta final da colheita, Famasul projeta redução de quase 44% na produtividade da soja
Se confirmada a previsão, a produtividade média por hectare ficará em 39,16 sacas por hectare. Foto: Só Notícias/arquivo

Com quase 99% da plantada colhida, conforme o último boletim da Famasul, na safra 2023/2024 as lavouras de soja de Sidrolândia registraram redução de 43,33% na produtividade em relação à safra passada. Se confirmada a previsão, a produtividade média por hectare ficará em 39,16 sacas por hectare, ante as 69,06 sacas obtidas ano passado.

Neste cenário, a produção cairia  de 1.059.496,65 toneladas para 639.669.390 toneladas. O presidente do Sindicato Rural, Paulo Stefanello, tem uma projeção mais otimista, acredita numa produtividade média de 45/ha, queda de 34,83%, o que resultaria numa produção de 735.061.662 toneladas.

Caso a previsão de Stefanello se confirme, mesmo com a quebra decorrente das altas temperaturas e regime de chuva insuficiente, Sidrolândia ficaria em segundo lugar no ranking estadual de produção, superando Dourados, que deve ter redução de 25,20% na produtividade (de 54,43 para 44,43 sacas /ha), resultando numa produção de 673.644.059 toneladas.

Maracaju, que tem a maior produção, deve registrar redução de 24,53% na produtividade (de 70,44 para 53,16 sacas por hectare), com projeção de colheita de 1.148.774 toneladas.

Na região do Capão Seco, produtores como Claiton Straube tiveram redução de 28% na produtividade, que caiu de 82 para 59 por hectare. Na Fazenda Estrela, divisa com Maracaju, a produtividade média nos 2.500 hectares de lavoura caiu de 68 para 55 sacas (redução de 19 %).

Panorama estadual 

Com 96,4% da área de soja colhida em Mato Grosso do Sul, o Estado prepara-se para fechar o ciclo agrícola do grão com uma expectativa de produção de 12,923 milhões de toneladas, uma redução de 13,89% quando comparada ao ciclo anterior. Os números são do Projeto Siga-MS (Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio) divulgadas pelo Sistema Famasul .

O levantamento reduziu a produtividade estimada para a soja de 54 sacas por hectare para 50,5 sc/ha, uma retração de 19,12% devido à estiagem e às altas temperaturas, observadas em diferentes estágios das plantações.

A área colhida até o momento, conforme estimativa do Projeto Siga-MS, é de aproximadamente 4,111 milhões de hectares. A estimativa é de que a área plantada seja 6,5% maior em relação ao ciclo anterior (2022/2023), atingindo uma área de 4,265 milhões de hectares.,

Histórico de produção 

2023 - Produtividade 

69,06 sacas /ha

Área plantada

255.677,20 hectares

Produção

1.059.496,65

Safra 2022 - Produtividade 

41,82/SC/ha-

Área plantada

251.017,95 hectares

Produção

629.853,99 toneladas

Safra 2021 - Produtividade

67,14/sc/ha

Área plantada

244.253,70 hectares

Produção

983.911,32 toneladas

Safra 2020 - Produtividade

54 sacas/ha

Área plantada

240.364,58 hectares

Produção

778.096,99 toneladas

Safra 2019 - Produtividade 

49,94 - sc/ha

Área plantada

231.437,44 hectares

Produção

693.506,85 toneladas

Safra 2018 - Produtividade 

65,38- sc/ha

Área plantada

161.921,24 hectares

Produção

848.094,61 toneladas