Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 12 de Abril de 2024

SIDROLÂNDIA- MS

Prefeita afasta secretários alvos de operação e garante que não tem compromisso com atos ilícitos

Nesta quarta-feira foi realização a terceira fase da Operação “Tromper”, com o cumprimento de 08 mandados de prisão e 28 de busca e apreensão.

Redação

03 de Abril de 2024 - 08:37

Prefeita afasta secretários alvos de operação e garante que não tem compromisso com atos ilícitos
Prefeita Vanda Camilo em seu gabinete. Foto: Marco Tomé/RN.

O secretário Municipal de Educação, Rafael Rodrigues e o secretário-adjunto de Assistência Social, Paulo Vitor, alvos nesta quarta-feira da 3ª etapa da Operação Tromper, foram afastados preventivamente das funções por decisão da prefeita Vanda Camilo.

"A gestão é pautada na transparência e na legalidade. Não compactuo com qualquer ilícito. Estamos à disposição da Justiça, do Ministério Público para qualquer esclarecimento", pontua a prefeita.

Por meio de nota, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul (MPMS) confirmou, a realização da terceira fase da Operação “Tromper”, nesta quarta-feira, tendo como objetivo o cumprimento de 8 (oito) mandados de prisão e 28 (vinte e oito) de busca e apreensão. Segundo a nota, foi identificada nova ramificação da organização criminosa, atuante no ramo de engenharia e pavimentação asfáltica.

A gestão é pautada na transparência e na legalidade. Não compactuo com qualquer ilícito". Vanda Camilo

Os contratos já identificados e objetos da investigação alcançam o montante aproximado de R$ 15 milhões. O desdobramento das investigações, conduzidas pelo GECOC, ratificou a efetiva existência de uma organização criminosa voltada a fraudes em licitações e contratos administrativos com a Prefeitura Municipal de Sidrolândia, bem como o pagamento de propina a agentes públicos municipais.

A operação contou com o apoio operacional do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), do Batalhão de Choque e da Força Tática da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul, além da assessoria militar do MPMS.

Frescura preso

O empresário Ueverton da Silva Macedo, 34 anos, voltou a ser preso nesta quarta-feira (dia 3) na Operação Tromper. Ele é denunciado como líder de grupo que desviou recursos da Prefeitura de Sidrolândia, com movimentação de R$ 10 milhões.

Conhecido como “Frescura”, ele já tinha sido preso na segunda fase, em 21 de julho do ano passado, mas quatro meses depois, em 26 de novembro, teve a prisão preventiva substituída por medidas cautelares.