Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Maio de 2024

SIDROLÂNDIA- MS

Riedel lança programa que garante investimento de R$ 97 milhões na avicultura de Sidrolândia

O planejamento, definido de forma consensual entre o Governo e a Associação dos Produtores, foi revelado nesta quinta-feira.

Redação/Região News

11 de Abril de 2024 - 15:19

Riedel lança programa que garante investimento de R$ 97 milhões na avicultura de Sidrolândia
O investimentos será no valor de R$ 97 milhões na modernização de 187 aviários de produtores sidrolandenses. Foto: Divulgação.

Com recursos do Programa Frango Vivo, o governador Eduardo Riedel anunciou para os próximos três anos, já a partir do 2⁰ semestre, investimentos no valor de R$ 97 milhões na modernização de 187 aviários de produtores sidrolandenses. Com as mudanças, substituição de equipes e climatização, o número de frangos alojados passa de 13 para 14 aves por metro quadrado, ampliando o plantel em pelo menos 280 mil frangos .

O planejamento, definido de forma consensual entre o Governo e a Associação dos Produtores, foi revelado nesta quinta-feira durante evento inserido na programação da Expogrande que acontece até domingo no Parque de Exposições Laucídio Coelho.

As unidades de produção foram classificadas em três grupos conforme a maior demanda de investimento. No primeiro ano, as reformas serão feitas em 49 galpões, classificados como C, que demandarão maior investimento, R$ 600 mil por aviários, totalizando, R$ 29,4 milhões. No segundo, as adequações serão feitas em 73 galpões, onde mais da metade precisarão do investimento máximo. Para o terceiro ano, o foco serão 65 galpões da classe A, onde já há climatização parcial.

Programa

Em Sidrolândia os 83 avicultores estão  inscritos no Programa Frango Vivo reverteram parte dos R$ 12,7 milhões que receberam na modernização das unidades de produção. Em média cada produtor recebeu R$ 0,40 por frango abatido, valor pago pela JBS que abateu o valor do ICMS que teria de recolher para o Estado.

Daniel Miotto, que iniciou a atividade há cinco anos em Sidrolândia e aderiu ao Frango Vida há 10 meses. Ele tem duas granjas onde produz 64 mil aves. Com os incentivos ele deve chegar a 200 mil aves.

"O Frango Vida ajudou muito em investimentos que a gente vinha programando, melhorias que faríamos em dois anos conseguimos adiantar. Investi em biosseguridade nas propriedades. Primeiro foi em composteira, isolamento e agora estou investindo em melhoramento de equipamentos. Fico menos tempo no barracão porque você tem equipamentos de tecnologia. O programa ajudou muito na questão financeira que a gente vinha passando por momentos difíceis", enfatizou.

"Este ano vou climatizar mais quatro barracões juntando o dinheiro do Proape mais o que eu tenho, que é um incentivo grande. Antes eu tinha que entrar em banco e agora não preciso mais. Esta é a grande vantagem", destaca Miotto.

Outro exemplo de sucesso do Frango Vida pode ser conferido na propriedade da Família Rossoni, que conta com 8 aviários que produzem até 170 mil aves por período. O empreendimento é administrado por três mulheres de fibra.

A mãe Joseli e as filhas Geisa e Mirella, aderiam ao programa Frango Vida, do Governo do Estado há um ano e já sentem a diferença na renda na produção. "Estas coisas, usina solar e outras práticas sustentáveis só foram possíveis com a ajuda do Frango Vida. Antes não conseguíamos inovar, mas agora vemos um grande desenvolvimento", comentou Mirella Rossoni, que cuida da parte financeira e administrativa das granjas, e completa a fala.

"Sempre estamos melhorando e buscando inovação. Colocamos placa solar há dois anos, temos uma usina solar que garante o aquecimento. Implantamos no ano passado fornos em cada um dos aviários para melhorar a ambiência", discorre."

Ela destaca que o programa permite grandes melhorias no negócio. "Estamos sempre em constante melhoria, não podemos deixar decair porque senão fica mais caro a atividade. Temos que deixar tudo alinhado, sempre fazendo manutenção", salienta, lembrando que o Frango Vida ajudou muito na produção.

Os 83 avicultores do município que participaram do Frango Vida foram responsáveis pela engorda de 30.725.340 frangos abatidos na unidade da JBS. Do grupo, dois receberam o teto de incentivo (recebimento o equivalente a 50% do ICMS pago pela indústria); 38 tiveram 48,5% e 43, foram contemplados com 47%. Entre as obrigações que os produtores precisam fazer para serem habilitados no programa, está a obtenção da outorga.