Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 21 de Junho de 2024

Economia

Natal e Revéillon devem movimentar R$ 642 mi em MS, aponta pesquisa

O valor aponta os gastos com presentes e não considera gastos com decoração, alimentos para as ceias, idas aos restaurantes, viagens ou hospedagens

G1

18 de Novembro de 2014 - 13:00

O Natal e o Revéillon devem movimentar, neste ano, R$ 642 milhões no comércio de Mato Grosso do Sul. A estimativa foi divulgada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomércio-MS) nesta segunda-feira (17).

O valor aponta os gastos com presentes e não considera gastos com decoração, alimentos para as ceias, idas aos restaurantes, viagens ou hospedagens.

Segundo a pesquisa, 87% dos consumidores devem às compras no estado. cada consumidor deve comprar, em média, três presentes. O valor médio para cada presente deve ser de R$ 156.

Ainda de acordo com o levantamento, metade dos consumidores devem optar pelo pagamento à vista, 6% devem pagar as compras com cartão de débito, 7% com cartão de crédito, 23% devem parcelar o valor das compras no cartão e, 14% devem utilizar o crediário da loja.

Segundo o presidente da Fecomércio-MS, Edison Araújo, houve uma retração de 10% no valor estimado em relação a 2014, causada pela redução no número de consumidores que devem ir às compras, de 89% para 87%, e pela diminuição no valor médio do presente, de R$ 166 para R$ 156.

Cidades

Em Campo Grande, as festas de fim de ano devem movimentar 51,4 milhões em compras no comércio, de acordo com a pesquisa.

Nas cidades de Corumbá e Ladário, localizadas na região do Pantanal, as festas de fim de ano devem movimentar R$ 4,2 milhões no comércio neste ano. Segundo o levantamento, 91% dos consumidores devem ir às compras.

Em Dourados, a 214 km de Campo Grande, Natal e Revéillon devem movimentar R$ 11,7 milhões neste ano. Ponta Porã, localizada na região de fronteira do Brasil com a Paraguai, a 326 km da capital, deve movimentar R$ 4,2 milhões. A pesquisa aponta que 90% dos consumidores devem ir às compras nas duas cidades.

Já Três Lagoas, região leste do estado, deve receber R$ 7,7 milhões durante o período de festas de fim de ano. Na cidade, 82% devem gastar com a compra de presentes neste ano.

Pesquisa

A pesquisa foi realizada entre os dias 03 e 08 de novembro de 2014, com o apoio da Universidade Anhanguera-Uniderp e da Fundação Manoel de Barros.