Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 18 de Julho de 2024

Educação

Relatório do INEP mostra que só 36,2% dos alunos de até 7 anos estão alfabetizados

O indicador é calculado com base nos resultados das avaliações da alfabetização, conduzidas pelos sistemas estaduais.

Redação/Região News

07 de Junho de 2024 - 15:19

Relatório do INEP mostra que só 36,2% dos alunos de até 7 anos estão alfabetizados
Imagem ilustrativa. Foto: Divulgação.

O Indicador Criança Alfabetizada, divulgado nesta semana pelo Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), mostra que apenas 36,2% dos alunos das escolas municipais de Sidrolandia,  do 2º ano do Ensino Fundamental  estão alfabetizados. Ou seja, 63,8% das crianças entre 6 e 7 anos de idade , após três anos de frequência escolar (considerando aqueles que fizeram a pré-escola), ainda não se alfabetizaram.

O indicador é calculado com base nos resultados das avaliações da alfabetização, conduzidas pelos sistemas estaduais em organização complementar ao Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB). No ranking estadual dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, Sidrolândia está na 66ª posição, à frente apenas de outras 9 cidades. O melhor resultado foi alcançado por Angélica, com 93% de alfabetização. A média estadual, 47%, é apenas a 18ª melhor entre os 27 estados brasileiros.

O Indicador do INEP mostra um cenário de analfabetismo em níveis bem mais graves que os do SAEMS (Sistema de Avaliação do Ensino de Mato Grosso do Sul). O SAEMS mostrou que 36% dos alunos da rede pública terminaram o 2º ano do Ensino Fundamental em 2023 sem saber ler e escrever; 25,8% obtiveram um padrão intermediário de aproveitamento e 35,3% tiveram desempenho adequado.

Este resultado toma como referência uma amostragem de 743 alunos (aproximadamente 10% dos estudantes). Já o Indicador Criança Alfabetizada mescla esses dados com a prova do SAEB, que abrangeu mais de 80% dos discentes.

Pelos critérios do INEP, são considerados alfabetizados os estudantes que leem palavras, frases e textos curtos; localizam informações explícitas em textos curtos (até seis linhas), como em bilhete, crônica e fragmento de conto infantil; inferem informações em textos que articulam linguagem verbal e não verbal.

Junto com o índice de alfabetização das crianças entre 6 e 7 anos, o relatório traz a meta que cada município terá de alcançar ano após ano até chegar a 80% em 2026. No caso de Sidrolândia, este ano o desempenho dos alunos tem que avançar 18,23% em relação ao de 2023, fechando com 42,85% de alfabetização; em 2025, 49,77%; em 2026, 56,71%; em 2027, 63,39%; em 2028, 69,90%; em 2029, 75,16% e 80%, daqui a 6 anos.

O objetivo do Ministério da Educação é que, em 2030, o índice de alfabetização entre as crianças que terminam o 2º ano chegue a 80%. Sidrolândia terá de fechar este ano letivo com 46,5% das crianças alfabetizadas, uma progressão de 25% sobre o desempenho do ano passado, que terá jurisdição até Dois Irmãos do Buriti.

Em 2023, no Brasil, 56% das crianças nessa etapa de ensino estavam alfabetizadas. Em relação às cinco regiões do país, o Sul e o Centro-Oeste obtiveram resultados acima da média nacional, com 67% e 57% de crianças alfabetizadas, respectivamente. O Sudeste e o Nordeste ficaram com os seguintes percentuais: 55% e 54%. A Região Norte obteve um percentual abaixo da média nacional, com 50% de crianças alfabetizadas ao final do 2º ano do fundamental.