Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 18 de Julho de 2024

Justiça

Justiça decreta preventiva e quebra do sigilo telefônico dos assassinos de assentado

Eles foram presos e confessaram ter agredido a golpes de martelo e matado a facadas o assentado Airton Gonçalves Rocha na última sexta-feira.

Redação/Região News

04 de Julho de 2024 - 10:30

Justiça decreta preventiva e quebra do sigilo telefônico dos assassinos de assentado
O corpo de Airton foi encontrado enterrado no quintal da casa de Kaio. Foto: Polícia Civil.

O juiz criminal Fernando Moreira Freitas da Silva homologou o flagrante e decretou a prisão preventiva de Kaio Henrique Silva e Sidney Ribeiro dos Santos, além de quebrar o sigilo telefônico de ambos. Eles foram presos e confessaram ter agredido a golpes de martelo e matado a facadas o assentado Airton Gonçalves Rocha na última sexta-feira, enterrando-o no quintal da casa de Kaio.

Na audiência de custódia, Kaio tentou se eximir de parte da culpa, transferindo a responsabilidade da autoria intelectual e direta do crime ao comparsa, Sidney, com quem tinha uma dívida referente à compra de drogas.

No depoimento que prestou em juízo, Kaio disse que a ideia de praticar o latrocínio teria partido de Sidney, após ter visto a vítima passar de motocicleta em frente à casa onde os dois estavam na última sexta-feira.

Sidney teria prometido a Kaio que perdoaria a dívida caso ele aceitasse "fazer uma fita". Sidney teria sido o responsável por golpear a vítima na cabeça com um martelo, bem como por aplicar os golpes que resultaram na morte de Airton.