Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 20 de Julho de 2024

Justiça

Resgatado do tribunal do crime, rapaz tinha saído da cadeia pela manhã

O juiz plantonista Evandro Endo concedeu a ele liberdade provisória mediante o pagamento de fiança

Redação/Região News

09 de Julho de 2024 - 10:37

Resgatado do tribunal do crime, rapaz tinha saído da cadeia pela manhã
Ilustrativa. Foto: Reprodução.

O jovem de 24 anos que se livrou da sentença de morte a que foi condenado pelo "tribunal do crime" organizado pelo PCC, horas antes de ser raptado, foi colocado em liberdade por decisão da Justiça. O juiz plantonista Evandro Endo concedeu a ele liberdade provisória mediante o pagamento de fiança, proibição de se ausentar por mais de 8 dias sem autorização das autoridades e a obrigação de atender a todas as intimações.

M.C.O. tinha sido preso na sexta-feira junto com outros três suspeitos, numa boca de fumo com 155 gramas de maconha, 90 gramas de cocaína e 10 gramas de crack. O magistrado entendeu que o rapaz "não representa nenhuma ofensa à garantia da ordem pública, da aplicação da lei penal ou da conveniência da instrução criminal, de modo que arbitro fiança e determino a soltura do preso". A fiança foi fixada em R$ 4.236,00, com possibilidade de pagamento em seis parcelas.

M.C.O. estava preso até maio, cumprindo pena por receptação. Em 1⁰ de agosto de 2023, ele foi preso pela Polícia Rodoviária Federal, dirigindo sem habilitação um Citroen com registro de furto em Corumbá, no dia 20 de julho do ano passado.

Ele acabou confessando que receberia R$ 3 mil para levar o carro até Campo Grande. O juiz Valter Tadeu Carvalho, da Comarca de Terenos, o condenou a um ano e dois meses em regime semiaberto.