Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 19 de Outubro de 2020

Mato Grosso do Sul

Justiça decreta prisão de trio envolvido em plano de roubo

Os três suspeitos e um adolescente de 17 anos foram detidos neste domingo (20) durante investigações do Garras.

Campo Grande News

21 de Setembro de 2020 - 16:27

Armas apreendidas com os suspeito em Campo Grande (Foto: Divulgação)

A justiça decretou nesta manhã a prisão preventiva para os três suspeitos de planejar o roubo de uma agência bancária de Cassilândia – cidade a 355 quilômetros de Campo Grande. O trio e um adolescente de 17 anos foram detidos neste domingo (20) durante investigações do Garras (Delegacia Especializada Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros).

Conforme apurado pela Campo Grande News, os três suspeitos são Fabrício da Silva Bogado Mendes, de 19 anos, Guilherme de Souza Oliva e Igor Henrique de Assis Oliveira, ambos de 18 anos. Eles foram indiciados em flagrante por associação criminosa, posse ilegal de arma e corrupção de menores e tiveram a preventiva pelos crimes decretas.

Os investigadores da especializada chegaram aos suspeitos após denúncias sobre possível roubo a agência do Sicredi do município. Informações preliminares apontaram que os bandidos renderiam o gerente e o segurança do banco nas primeiras horas do dia e forçariam os funcionários a abrirem o cobre, ação semelhante a que aconteceu em Nova Alvorada do Sul em julho deste ano.

Em um primeiro momento, a investigação levou os policiais a dois autores. Os dois foram encontrados e presos em uma casa do Jardim Hortência, na Capital. No local, revólveres e armas longas, foram apreendidas. As equipes então foram para Cassilândia e lá localizaram os outros dois integrantes da organização criminosa, um deles adolescente.

Os mandantes do crime são detentos de um dos presídios da Capital. Agora a investigação tenta identificar os autores. Conforme apurado pela reportagem, Fabrício já foi preso pelo mesmo crime. No dia 11 de março desde ano, ele foi flagrado com um revólver calibre 38, com 10 munições, por policiais do GOI (Grupo de Operações e Investigações).

Na época, estava em uma Honda Biz na Rua da Divisão e tentou fugir da abordagem policial, mas foi capturado poucos metros depois. Foi levado para a delegacia, mas pagou fiança de R$ 1,5 mil e foi liberado.

Segundo caso – No dia 29 de julho, uma agência do Banco do Brasil em Nova Alvorada do Sul – cidade a 120 quilômetros de Campo Grande – teve mais de R$ 1 milhão roubados. Na época, os bandidos armados chegaram ao local em carros de passeio. Três homens entraram por uma janela e esperaram a chegada do tesoureiro e do vigia, que foram rendidos assim que desligaram o alarme, ameaçados e obrigados a abrir o cofre.

Eles estavam com armas curtas. Testemunhas identificaram pistolas e um revólver calibre 38, que foi deixado pelo grupo. Depois de pegaram todo o dinheiro da agência, fugiram de carro.