Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 24 de Junho de 2024

Policial

3 índios desaparecem em ocupação de fazenda; eles temem ataques de pistoleiros

Midia Max

11 de Agosto de 2012 - 12:00

O clima está tenso na fazenda Eliane ocupada ontem de manhã por 400 índios Guarani e Kaiowá em Paranhos no cone-sul do Estado.

Os índios foram atacados no acampamento provisório que fizeram numa área da fazenda por um grupo de 10 pistoleiros e temem novos ataques. Houve tiroteio e 3 índios desapareceram. Até o momento foi confirmado o sumiço do índio Eduardo Pires.

Uma equipe de nove policiais da Força Nacional e da Polícia Federal esteve ontem no local. A Funai acompanhou o comboio de 3 viaturas. A equipe só voltou ontem á noite para Ponta Porã. Eles estão analisando que medidas tomar e já iniciaram as investigações sobre os desaparecimentos.

As lideranças indígenas querem que a Força Nacional mantenha equipes de policiamento no local e faça rondas na região para proteger os índios de novos ataque dos pistoleiros.

O coordenador da Funai de Ponta Porã, Sílvio Raimundo da Silva que esteve na área ocupada está negociando com o governo federal em Brasília para manter a Força Nacional na região e deve voltar à fazenda em Paranhos nesta segunda-feira.

Os 400 índios montaram acampamento numa área da Fazenda Eliane, mas uma parte do grupo está também na Fazenda Campina. Eles reivindicam 7.175 hectares que foram homologados pelo governo Federal em 2010. Desta área 184 hectares estão ocupados por fazendeiros