Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 21 de Abril de 2024

Policial

Advogado Davi pede mais provas para rebater depoimento de cunhado

Correio do Estado

19 de Julho de 2011 - 14:39

Advogado Davi pede mais provas para rebater depoimento de cunhado
Davi pede mais provas para rebater depoimento de cunhado - Foto: Emmileny Monteiro/Regi

O advogado Davi Moura Olindo, que defende Jodimar Ximenes Gomes, o enfermeiro acusado de ter feito o aborto da jovem Marielly Rodrigues, esteve na Delegacia de Homicídios nesta manhã (19) para requerer mais provas sobre o caso.

Davi Moura Olindo quer averiguar as imagens da câmera de segurança do aeroporto de Campo Grande e do Hospital da Santa Casa. Segundo ele, testemunhas alegam terem visto Marielly no período da tarde no hospital e entre as 18h e 18h30min no aeroporto.

Os fatos conflitam com o depoimento do cunhado de Marielly, Hugleice Silva, que afirma que teria combinado de encontrar Marielly no aeroporto. Porém foi registrado uma ligação de Hugleice neste mesmo período em Sidrolândia (MS).

Conclusão do caso

Nagata acredita que até o dia 12 de agosto o inquérito da investigação seja concluído. Até lá, a polícia espera ter respostas para o caso, como quem levou Marielly até o canavial onde ela foi encontrada e se Jodimar foi contratado por uma outra pessoa, que teria intermediado a negociação do aborto.

Se o caso ainda não estiver solucionado até esta data, o delegado ainda pode pedir mais 30 dias de investigação, mas Nagata está confiante de que a prorrogação não será necessária.