Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 14 de Junho de 2024

Policial

Assassinato do jornalista Paulo Rocaro está mais próximo de ser elucidado

Polícia analisa disco rígido do computador com informações a serem utilizadas como provas

Correio do Estado

16 de Agosto de 2012 - 07:33

O disco rígido do computador pessoal do jornalista Paulo Roberto Cardoso Rodrigues, 51 anos, assassinado no início do ano, em Ponta Porã, contém informações que serão utilizadas como provas no inquérito policial sobre as circunstâncias e autoria de sua morte. Nesta semana completam-se seis meses do assassinatoe do jornalista conhecido como Paulo Rocaro.

Ele foi executado na noite de 12 de fevereiro, com cinco tiros de pistola, enquanto dirigia seu veículo na região central da cidade, e faleceu na madrugada do dia 13. O jornalista era editor do site Mercosul News e Jornal da Praça. Também foi correspondente do Correio do Estado, em Ponta Porã, no período de 1989 a 1993.

A principal linha de investigação é de que Rocaro foi morto porque reunia dossiês sobre pessoas da cidade e essas informações seriam usadas para a publicação de matérias.