Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Policial

Assassino das degoladas tenta fugir da prisão, mas policiais impedem fuga

Os dois presos confessaram que estavam serrando as grades há aproximadamente cinco dias

Campo Grande News

21 de Dezembro de 2010 - 09:32

No último sábado (18), Christian Rampagne Castedo, 35 anos, tentou fugir da cela provisória onde está detido, na 6ª D CG (Sexta Delegacia de Polícia). Ele está preso pela morte das duas mulheres que foram degoladas em uma casa do bairro Tijuca. Christian, conforme as investigações, matou Cláudia Araújo Mugnaine, 34 anos e Regina Bueno França, 40, com a ajuda de Weber de Sousa Barreto, que ainda não foi preso por estar foragido. Os policiais civis conseguiram impedir a fuga de Christian, que agia junto de outro preso, Alaer Vilhalva da Silva, 22 anos.

Após suspeita levantada pelos investigadores de plantão, mais de trinta policiais revistaram as celas e apreenderam diversos pedaços de serra-metal, chaves mixa e um canivete. As grades superiores das celas haviam sido parcialmente serradas.

Os dois presos confessaram que estavam serrando as grades há aproximadamente cinco dias. Os dois foram autuados em flagrante pela prática de “dano qualificado ao patrimônio público” e transferidos para outra unidade.

Christian Rampagne Castedo está sendo indiciado pela morte das duas mulheres e teria cometido o crime obedecendo ao irmão, Éder Rantagne Castedo (vulgo Corumbá), que já estava, e continua, preso no Presídio Federal por tráfico de drogas. Éder estaria com raiva de Regina por ter contado à polícia onde ele estava após ter fugido do regime semi-aberto.