Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 19 de Outubro de 2021

Policial

Carro roubado de R$ 140 mil é apreendido na fronteira

Mercosul News

03 de Fevereiro de 2011 - 17:44

Equipe do Departamento de Controle de Automotores da Polícia Nacional do Paraguai apreendeu em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, um luxuoso automóvel importado Mercedes Benz, modelo esportivo, cor vermelha, avaliado em 300 milhões de guaranis (cerca de R$ 140 mil), que tinha queixa de roubo na cidade paraguaia de Ciudad del Este.

Segundo o comissário Julio Cabriza, chefe da delegacia regional da Automotores em Pedro Juan Caballero, o veículo pertence a Irene Francisca Yegros de Britos, residente em Ciudad del Este, na fronteira com a cidade brasileira de Foz do Iguaçu, no Paraná, e vinha circulando nas avenidas de Ponta Porã e Pedro Juan, principalmente nos finais de semana.

Ao tomarem conhecimento da presença do veículo de luxo, que chamava a atenção das pessoas por onde passava, os policiais paraguaios passaram a investigar os locais onde era guardado, a identidade e movimentação de algumas pessoas suspeitas de terem levado o carro roubado para a fronteira.

Ontem, ao tentar abordar o carro numa das ruas de Pedro Juan Caballero, a polícia foi surpreendida pelo fato de seus ocupantes abandonarem o veículo e fugirem ao perceber a aproximação da viatura. Checando a base de dados do serviço de segurança, as autoridades do país vizinho descobriram que o Mercedes Benz era roubado.

As autoridades judiciais de Ciudad del Este, capital do Departamento (Estado) de Alto Paraná, foram comunicadas da apreensão e devem providenciar o encaminhamento do veículo até aquela cidade paraguaia, para ser devolvido à legítima proprietária.

Por outro lado, o comissário Julio Cabriza informou que as investigações estão tendo continuidade e que as três pessoas que trouxeram o veículo roubado para Pedro Juan Caballero já estão identificados e estão sendo procurados para prestar esclarecimentos à Fiscalia (Ministério Público).

Os suspeitos seriam Junior Arnaldo Sánchez, morador do bairro San Gerardo; Adrian Arlindo Villanueva Aguayo e Ronald Arnaldo Pereira, residentes no bairro Guarani, todos em Pedro Juan. “Vamos pedir informações sobre estes elementos e colocá-los à disposição da Justiça”, assegurou Cabriza.