Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 27 de Janeiro de 2021

Policial

Ex-goleiro Bruno tem novo pedido de liberdade negado pelo STF

A decisão foi tomada na última sexta-feira pelo novo relator do processo, o ministro Teori Zavaski.

Terra

10 de Dezembro de 2012 - 14:53

O ex-goleiro Bruno Fernandes teve mais um pedido de habeas-corpus negado pelo Superior Tribunal Federal (STF) e terá que seguir na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, pelo menos até a data de seu julgamento. A decisão foi tomada na última sexta-feira pelo novo relator do processo, o ministro Teori Zavaski.

A decisão foi contrária às expectativas do antigo advogado do ex-goleiro Bruno, Rui Pimenta, que disse ao Terra, em entrevista exclusiva no mês passado, que tinha 99,9% de certeza que o atleta deixaria a cadeira ainda em dezembro.

Pimenta impetrou o pedido no dia 2 de outubro após Joaquim Barbosa, atual presidente do STF, negar outro habeas-corpus. No entanto, no segundo dia de julgamento, em novembro deste ano, foi destituído por Bruno. Mesmo não permanecendo na defesa do goleiro, Rui seguiu com o pedido no STF.

Com isso, Bruno terá que aguardar até o dia 4 de março 2013 junto com outros dois acusados do caso Eliza Samudio: sua ex-companheira Dayanne e o ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola. Todos os três tiveram seus casos desmembrados ao processo.