Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Janeiro de 2021

Policial

Foragido da Justiça é executado com 5 tiros no Jóquei Clube, em Dourados

Ele estava foragido do Presídio Semiaberto e segundo uma tia, havia voltado de Campo Grande na segunda-feira (18), depois de passar dias escondido por causa de ameaças

94Fm/Dourados

20 de Agosto de 2014 - 16:33

Nos últimos minutos de terça-feira (19) mais um crime violento assolou Dourados. Jhone da Silva, de 24 anos, foi executado com tiros nas costas e no rosto enquanto conversava com dois jovens na Rua Alegrete, no Jóquei Clube em Dourados.

Ele estava foragido do Presídio Semiaberto e segundo uma tia, havia voltado de Campo Grande na segunda-feira (18), depois de passar dias escondido por causa de ameaças.

Segundo testemunhas, Jhone estava ao lado da moto, uma Honda Twistter placa HSR-8942, de Dourados, quando foi baleado. Antes do crime ele estaria conversando com dois rapazes. Um deles teria disparado os tiros. Em seguida ambos fugiram em direção ao Bairro Estrela Verá vizinho ao Jóquei Clube.

A PM (Polícia Militar) foi acionada junto à equipe Alfa do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Mas a vítima morreu no local. Jhone foi assassinado com dois tiros no rosto, dois nas costas e um tiro no braço esquerdo.

Jhone da Silva tinha passagens policiais por roubo. Segundo uma tia, ele havia deixado a Phac (Penitenciária Harry Amorim Costa) recentemente, beneficiado com a progressão da pena, que passou a ser em regime semiaberto.

Ainda de acordo com a tia da vítima, ele passou apenas uma noite no Presídio Semiaberto e decidiu fugir para Campo Grande por causa de ameaças de morte. Somente na segunda-feira ele voltou a Dourados. Um investigador da Polícia Civil teria sido procurado pela tia de Jhone na busca por ajuda, pois ele pretendia se entregar nesta quarta-feira (20).