Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 21 de Outubro de 2021

Policial

Polícia diz que homem morto em Dourados seria membro de facção

Dourados Agora

18 de Fevereiro de 2011 - 13:00

A Polícia do Paraguai informou ao site Capitan Bado, que o pontaporanense Claudio Antonio da Silva (40) estaria ligado a Nilton Cesar Antunes suposto líder de facção criminosa na região de fronteira e que atualmente está preso no Paraguai.

A policia informou que Claudio teria ocupado o lugar de outro membro do grupo que também teria sido executado em Dourados. Ele foi identifcado como Roni Preto, que tinha saído da prisão paraguaia há poucos dias antes de ser executado por dois pistoleiros.

Claudio foi morto no ultimo dia 16 com 12 tiros de pistola 9 mm na cidade de Dourados MS, já Roni foi morto com 07 tiros no ano passado na mesma cidade na Rua Monte Alegre, Roni Alves de Campos, conhecido como ‘Roni Preto’ tinha 39 anos.

Roni estava na frente da casa da sogra, quando um desconhecido se aproximou sacou uma arma e começou a efetuar os disparos. Segundo informações da PM o atirador provavelmente estava sendo acobertado por outra pessoa, que o esperava em uma moto.

Além de Roni, a filha dele de 12 anos foi atingida no braço direito e o cunhado de 42 anos, na tentativa de tirar a menina do local também foi atingido com um tiro na altura da cintura.

Roni tinha passagem na Polícia por tráfico de drogas, assalto, contrabando e furto, o mesmo era morador da cidade de Ponta Porá as investigações da policia apontam que as execuções dos dois pontaporanense tenha sido um acerto de contas entre traficantes que atuam na região, já a policia também segue outras pistas como a que os mesmos não estariam cumprindo com as entregas de drogas solicitados pelos grupos que atuam em outras cidades.