Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 14 de Junho de 2024

Policial

Traficantes usavam mapa feito à mão com rota das cabriteiras para burlar polícia

De acordo com os policiais, os autores disseram que a droga foi pega em Ponta Porã e seria entregue em Anhanduí

Midimax

09 de Agosto de 2012 - 08:52

9drogaDurante patrulhamento de rotina na MS-258, na região conhecida como Gameleira, policiais rodoviários estaduais lotados na base de Sidrolândia, se depararam com um veículo modelo Fiat Uno, conduzido por Aurélio Gustavo Mendonça, 31 anos, e como carona tinha José Gustavo da Cruz Quinteiro, 22. Os dois tentaram fugir quando viram a polícia, mas foram capturados tempos depois em um matagal.

Aurélio, que também portava uma carteira de identidade com possíveis adulterações em nome de Aurélio Rodrigo de Oliveira, é morador de Ponta Porã e José Gustavo de Três Lagoas. A droga era separada, conforme a polícia por grau de qualidade e pureza. Os tabletes enrolados com papel laminado eram do tipo A e as somente com fita adesiva eram de qualidade inferior.

Depois que interceptaram o veículo Uno, o patrulheiro percebeu que uma S-10, preta, parou provavelmente por ter visto a primeira abordagem. O ocupante imediatamente abandonou o veículo e fugiu a pé pelo mato. A carroceria estava abarrotada de tabletes e também o banco do carona. A caminhoneta também tinha tabletes em embalagens diferenciadas, inclusive numeradas e com pesagens de cada unidade. Isto levou a crer que já tinham dono certo para entrega.

De acordo com os policiais, os autores disseram que a droga foi pega em Ponta Porã e seria entregue em Anhanduí, porém não revelaram para quem. Com um dos traficantes foi encontrado um mapa feito à mão que indicava a rota das estradas vicinais, que na gíria são conhecidas como cabriteiras.