Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Setembro de 2021

Política

Deputado estadual Barbosinha testa positivo para o coronavírus

Correio do Estado

31 de Julho de 2021 - 08:45

Deputado estadual Barbosinha testa positivo para o coronavírus
Foto: Divulgação

O deputado estadual José Carlos Barbosa (DEM), o Barbosinha, testou positivo para a Covid-19. Aos 56 anos, o parlamentar está cumprindo a quarentena em casa e já medicado, na cidade de Dourados. 

“Testei positivo para Covid, mas estou bem, graças a Deus, seguindo as recomendações médicas e por isso, medicado e em quarentena. Peço a oração de todos pela minha saúde e por todos que estão enfrentando esse vírus”, disse em nota. O parlamentar já recebeu uma dose do imunizante contra a Covid e a segunda dose está prevista para o dia 6 de setembro.

“Peço a todos  para que continuem se prevenindo contra a doença,  usando máscaras, álcool em gel e se vacinem. Só assim vamos vencer a guerra contra o coronavírus!”, afirmou o deputado. O parlamentar estava de férias, devido ao recesso parlamentar da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (Alems), que começou no dia 17 de julho, e conforme regimento interno da Casa de Leis, terá o terá o retorno dia 2 de agosto. 

OUTROS CASOS

Barbosinha não é o primeiro caso registrado no Palácio Guaicurus. O primeiro deles foi o presidente da Assembleia, Paulo Corrêa (PSDB), em julho de 2020. Uma semana depois, Neno Razuk (PTB) também testou positivo. Já em agosto, Coronel David (sem partido) chegou a ser internado, mas foi liberado dias depois para continuar o tratamento em casa.

Em setembro, Onevan de Matos (PSDB) chegou a ser internado e receber alta, mas retornou e acabou transferido para São Paulo. O tucano faleceu em novembro, vítima de complicações da doença. Já em outubro, Lucas de Lima (Solidariedade) foi contaminado. Em dezembro, João Henrique Catan (PL) se isolou em um hotel após ser diagnosticado com a doença.

Em março deste ano, o presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, (CCJR) Gerson Claro (PP), e o 2º secretário da Mesa Diretora, Herculano Borges (Solidariedade), também precisaram se afastar. Em maio, Cabo Almi (PT) foi diagnosticado com Covid e estava em isolamento em casa, após complicações chegou a ser internado e precisou intubado. Após 18 dias na UTI, o parlamentar foi a óbito no dia 25 do mesmo mês.