Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 24 de Janeiro de 2022

Política

Ex-prefeito de MS pode ser punido por infidelidade partidária

Os membros podem receber uma advertência ou até mesmo serem expulsos da sigla

Conjuntura On-line

24 de Maio de 2011 - 15:44

O ex-prefeito de Ivinhema e presidente do PSB (Partido Socialista Brasileiro) no município, Neri Kuhnen, faz parte de uma lista de 25 filiados em todo Estado, feita pelo Conselho de Ética da legenda, que sugeriu punições por infidelidade partidária. Os membros podem receber uma advertência ou até mesmo serem expulsos da sigla.

Segundo informações do site Ivi Noticiais, um dos documentos produzido pela comissão argumenta que os políticos desrespeitaram a resolução do partido, que orientava sobre as alianças políticas durante as eleições de 2010.

Os políticos, que poderão ser punidos, segundo a nota, apoiaram candidatos a deputado federal de outros partidos e não do PSB como fixado pela legenda, que tinha como objetivo o fortalecimento do partido.

A Comissão de ética não tem poder punitivo apenas o diretório estadual e nacional podem tomar as decisões de como serão punido os infiéis.