Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 22 de Outubro de 2021

Política

Murilo pode "estrear" na prefeitura com multa de campanha

A representação diz respeito à propaganda política antecipada e pode chegar à R$ 25 mil

MS ja

15 de Fevereiro de 2011 - 16:12

O prefeito eleito de Dourados, Murilo Zauith pode ser multado pela Procuradoria Regional Eleitoral em Mato Grosso do Sul (PRE/MS), que na tarde de ontem emitiu parecer favorável a representação feita pelo Ministério Público Estadual (MPE) contra o novo prefeito. A representação diz respeito à propaganda política antecipada e pode chegar à R$ 25 mil.

O caso

Murilo é acusado de antecipar propaganda por ter enviado cartões de boas festas de final de ano para alunos da universidade particular onde é presidente de honra. O problema é que no cartão estava escrito: “não se esqueça, dia 06 de fevereiro você tem um compromisso com Dourados”, em alusão à data da eleição na cidade que o elegeu.

A defesa argumentou que o cartão não era referente a candidatura, mas, a PRE entende que Murilo convocou indiretamente o eleitor a votar nele e "reúne elementos suficientes para a caracterização de propaganda antecipada".

O caso agora

Como o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul tinha julgado improcedente a denúncia em primeiro grau, a PRE pediu para que seja reformada a sentença e que Murilo tenha que pagar a multa que varia de R$ 5 mil à R$ 25 mil, podendo ainda ser maior, caso seja constatado que o valor da propaganda ultrapassou esse valor. Murilo toma posse no dia 23 deste mês.

Nem faz cócegas

A multa pode nem fazer muita diferença financeiramente para o candidato, que no ano passado declarou possuir R$ 7,3 milhões à Justiça Eleitoral quando saiu candidato ao Senado. Esse dinheiro estaria aplicado em Investimentos (R$ 2,1 milhões), Direitos de autor e patente (R$ 4,1 milhões), cinco imóveis (R$ 981.778) e em um carro Honda Accord (R$ 120 mil).