Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 21 de Outubro de 2021

Política

Murilo Zauith é empossado novo prefeito de Dourados

Dourados Agora

23 de Fevereiro de 2011 - 13:00

Murilo Zauith é empossado novo prefeito de Dourados
Murilo Zauith - Foto: Cido Costa

Centenas de pessoas acompanharam esta manhã as solenidades de diplomação e posse do engenheiro civil, Murilo Zauith (DEM), prefeito de Dourados. Dinaci Ranzi (PT) é a vice prefeita.

A solenidade de posse, conduzida pelo presidente da Casa, Dirceu Longhi (PT) foi acompanhada por centenas de pessoas que lotaram o plenário Weimar Torres, autoridades civis, militares e religiosas, além da imprensa local e de fora.

O juramento de Murilo foi atípico. Ele resumiu as palavras ditadas por Longhi (PT). Dinaci acompanhou tudo. Ambos assinaram o termo de posse e passam a comandar o Executivo douradense.

Hoje também são empossados os secretários municipais Walter Benedito Carneiro Júnior, secretário de Finanças; Antônio Nogueira, de Planejamento; José Jorge Filho, o “Zito”, de Governo; Silvia Bosso, de Saúde; Marinisa Mizoguchi, Administração; Walteir Luiz Betoni, Educação; Neire Colman, na secretaria de Agricultura, Indústria e Comércio; Jorge Luiz de Lúcia, secretário de Obras; Roberto Martins de Araújo, Serviços Urbanos; e Ledi Ferla, secretária de Assistência Social.

Já os cargos comissionados ficaram assim: Orlando Zani, Procuradoria Geral do Município; Rosemar de Matos, Procon; Antônio Coca, presidente da Funced; Carlos Fábio, na presidência da Cultura, que será transformada em Secretaria Municipal; Valdenise Carbonari, no Instituto do Meio Ambiente (Imam); e Toninho Cruz, como chefe de gabinete. Falta ser definido o comandante do Guarda Municipal. Esse cargo será definido depois de uma reunião entre o prefeito e os guardas.

A data é histórica já que Dourados enfrentou turbulência no final do ano passado, quando o então prefeito Ari Artuzi, sem partido, seu vice Carlinhos Cantos, o então presidente da Câmara, Sidlei Alves (DEM), entre outros vereadores, secretários municipais, empresário e servidores públicos foram presos durante a Operação Uragano (furacão, em italiano), desencadeada pela Polícia Federal, acusados de corrupção. Dourados ganhou espaço na mídia nacional, desde então.

Entre os vereadores, Délia Godoy Razuk foi única não indiciada. Ela assumiu a presidência da Câmara no lugar de Sidlei. O juiz Eduardo Rocha passou a comandar a prefeitura de Dourados, já que o prefeito, vice, presidente da Câmara e procurador do município estavam impedidos. Depois dele, Délia Razuk também assumiu interinamente a prefeitura e agora ela volta para a Câmara. A Justiça embargou a eleição da nova Mesa Diretora. Delia reivindica o cargo.