Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 19 de Abril de 2021

Política

Para André, Dilma não merece crédito e sugere ‘arrancar tudo

Considerando o modo como Dilma sempre tratou o PMDB, André aconselhou para o partido “arrancar tudo dela” se for participar do governo no segundo mandato

Correio do Estado

06 de Novembro de 2014 - 07:08

Na reunião com o vice-presidente da República e presidente do PMDB, Michel Temer, o governador André Puccinelli revelou a sua insatisfação com a presidente Dilma Rousseff. Referindo-se a ela como “essa mulher”, André disse que a presidente não merece crédito.

Considerando o modo como Dilma sempre tratou o PMDB, André aconselhou para o partido “arrancar tudo dela” se for participar do governo no segundo mandato. O governador, que não concorreu à reeleição, apoiou a reeleição de Dilma. Mas hoje critica a atuação dela no relacionamento com o PMDB.

Segundo o Portal UOL, o jantar faz parte de uma agenda articulada por Temer com o objetivo de construir a unidade do PMDB, diante da possibilidade de a legenda formar um bloco dissidente, que representaria obstáculo à aprovação de questões como a reforma política proposta por Dilma. De Mato Grosso do Sul, além de Puccinelli foram os senadores Waldemir Moka e Simone Tebet (eleita para o próximo mandato), o presidente regional do partido, deputado estadual Junior Mochi e os deputados federais Geraldo Resende e Carlos Marun, que entra na próxima legislatura.  


Para André, Dilma não merece crédito e sugere ‘arrancar tudo