Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Janeiro de 2021

Política

Zeca do PT defende manutenção da aliança com o PMDB e critica direção estadual

O petista criticou a direção estadual do partido quando se referiu ao racha promovido pelas lideranças do PT no município.

Marcos Tomé/Região News

17 de Dezembro de 2012 - 10:27

O ex-governador e vereador eleito de Campo Grande, Zeca do PT, defendeu a manutenção da aliança entre o Partido dos Trabalhadores, e o PMDB nas eleições suplementares de fevereiro de 2013. Em sua avaliação, a chapa encabeçada pelo empresário Acelino Cristaldo (prefeito) e o vereador Jean Nazareth (o vice), tem que ser mantida.

“Acho um equivoco mudar. Uma dobradinha que deu certo, que junto com os demais partidos aliados levou Acelino a um marco de 46% dos votos validos de Sidrolândia”, comenta. Zeca se comprometeu, caso seja mantida a dobradinha, ser corpo presente durante a campanha eleitoral convocada pelo TRE/MS para iniciar-se dia 7 de janeiro.

O petista criticou a direção estadual do partido quando se referiu ao racha promovido pelas lideranças do PT no município. Nas eleições de outubro deste ano, parte dos petistas subiram no palanque de Enelvo do PSDB, contrariando a orientação nacional de aliança com o PMDB. Edvaldo dos Santos “Vadinho” e Sergio Bolzan, ambos eleitos para ocupar cadeira na Câmara, iniciaram suas campanhas no palanque tucano.

Sobre o caso, Zeca repudiou as articulações do presidente da sigla Marcus Garcia, de deputados e não poupou nem mesmo o senador Delcidio do Amaral ao tentar ditar regras para seus comandados no município. “Isso é fruto da intromissão de alguém que não era autorizado pelo PT. Só porque tem um mandato se acha no direito impor regras e dá nisso”, relata.

Assista a entrevista do ex-governador ao Região News.