Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Maio de 2024

Região

Professor é encontrado morto com tiro na cabeça em parque ambiental

Ao lado do corpo de Gabriel Yuji Kuwamoto Silva foi encontrado revólver calibre 38.

Campo Grande News

23 de Abril de 2024 - 08:55

Professor é encontrado morto com tiro na cabeça em parque ambiental
Guardas municipais no local onde foi encontrado corpo de professor (Foto: Leandro Holsbach).

O professor Gabriel Yuji Kuwamoto Silva, 27, foi encontrado morto com tiro na cabeça na manhã desta terça-feira (23) no Parque Antenor Martins, no Jardim Flórida, na região oeste de Dourados. O corpo estava sob árvores na parte sul do parque, ao lado da Rua Antonio Emílio de Figueiredo.

Guardas municipais que ficam no posto instalado no parque afirmam que a morte deve ter ocorrido de madrugada, pois, durante ronda por volta de 1h não havia ninguém no local. Ao lado do corpo foram encontrados um revólver calibre 38 e uma lata de cerveja.

Um Renault Sandero prata, possivelmente de Gabriel, foi encontrado estacionado na rua lateral do parque, perto do local onde foi encontrado o corpo. Segundo a polícia, perto do carro havia outra lata de cerveja da mesma marca da encontrada ao lado do corpo.

A Polícia Civil investiga o caso. O delegado Inácio da Cruz Neto informou que todas as características indicam suicídio. No Sandero, foram encontrados materiais com conteúdo político, entre os quais adesivos e cartazes em defesa da Palestina. O delegado informou que nenhum material é ilícito ou de interesse policial relacionado à morte.

Natural de Santos (SP), Gabriel Kuwamoto era mestre em sociologia pela UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), possuía graduação em ciências sociais pela UFGD e atuou como professor contratado da Secretaria Estadual de Educação de Mato Grosso do Sul de 2020 até dezembro do ano passado, quando foi demitido.

 Ajuda - O Campo Grande News aproveita para informar que na Capital o Grupo Amor Vida presta um serviço gratuito de apoio emocional a pessoas em crise por meio do telefone 0800-750-5554. O horário de atendimento é das 7h às 23h, inclusive, sábados, domingos e feriados.