Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 22 de Abril de 2024

Agronegócio

Com mais de R$ 3,5 bilhões em investimentos, Sidrolândia se consolida como novo polo da agroindústria

foram mais de R$ 3,5 bilhões destinados a empreendimentos que consolidarão o processo de agroindustrialização da cidade.

Redação/Região News

15 de Fevereiro de 2024 - 08:30

Com mais de R$ 3,5 bilhões em investimentos, Sidrolândia se consolida como novo polo da agroindústria
A unidade local da JBS aumentou de 170 mil para 210 mil o abate diário de frango. Foto: Marco Tomé/ Região News.

A antecipação da segunda etapa do complexo industrial da Inpasa, com projeção de investimentos adicionais que poderão chegar a R$ 1,3 bilhão, Sidrolândia se consolida como um novo polo da agroindústria em Mato Grosso do Sul, agregando valor à produção agrícola local, que está entre as três maiores do Estado.

Conforme estimativa da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, entre projetos já efetivados e em fase de implantação ou com recursos já contratados, nos últimos 7 anos, foram mais de R$ 3,5 bilhões destinados a empreendimentos que consolidarão o processo de agroindustrialização da cidade, abrangendo toda a cadeia produtiva, desde ampliação da estrutura de armazenagem, frigorífico com capacidade para abater 700 cabeças de gado por dia, instalação de 80 novos aviários, chegada da suinocultura e agora a produção de etanol.

A unidade local da JBS aumentou de 170 mil para 210 mil o abate diário de frango. A Inpasa vai investir R$ 2,3 bilhões na implantação de um complexo industrial de 170 mil metros quadrados numa área de 97 hectares às margens da BR-060, saída para Campo Grande.

Com mais de R$ 3,5 bilhões em investimentos, Sidrolândia se consolida como novo polo da agroindústria
Unidade da Inpasa, em Sidrolândia. Foto: Bruno Rezende.

Segundo o Clédio Santiani que tem intermediado a compra de áreas para novos empreendimentos, ainda este ano devem se instalar na cidade mais duas empresas do segmento do agronegócio que investirão R$ 200 milhões. A Meta Armazéns, do Gupo  Soma,   contratou financiamento de uma linha de crédito do Fundo Constitucional do Centro Oeste para investir R$ 38 milhões na ampliação de 538 mil para 1,3 milhão de sacas na capacidade de armazenagem.