Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 20 de Julho de 2024

Agronegócio

MS fica em quinto lugar no ranking nacional de exportações de soja

Até 10 de junho deste ano, o Estado já havia comercializado 58,85% da safra de soja 2023/24.

Campo Grande News

12 de Junho de 2024 - 16:51

MS fica em quinto lugar no ranking nacional de exportações de soja
Colheitadeira avança sobre campo de soja em propriedade agrícola; produção caiu neste ciclo. (Foto: Arquivo/Semadesc).

Mato Grosso do Sul ficou na quinta posição com 7,06% na participação nacional das exportações de soja, no período de janeiro a maio deste ano. Os números são do Boletim Casa Rural, elaborado pelo Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), com base em dados fornecidos pelo Siga-MS (Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio). Em volume o Estado exportou 3,5 milhões de toneladas.

No ranking dos estados exportadores de soja em grãos, o Mato Grosso ocupou o primeiro lugar com 33,04% da receita total. A China foi o principal destino das exportações de soja em grãos de MS em janeiro-maio de 2024, respondendo por mais de US$ 1.33 bilhão, representado por 86,96% do total. O segundo lugar no ranking de exportações de soja em grãos de MS foi a Argentina, com 2,92% da receita total e o equivalente a US$ 44 milhões.

Maio desacelerou

As exportações de soja em grãos no MS, em maio de 2024, totalizaram 796,6 mil toneladas, representando uma queda de 36,67% em igual período do ano anterior. O faturamento foi de US$ 338,07 milhões, representando uma diminuição de 48,3% comparado ao mesmo período do ano anterior.

As exportações brasileiras totalizaram 13,45 milhões de toneladas em maio de 2024, número 13,69% menor a maio de 2023. Já o faturamento foi de US$ 5,76 bilhões, representando uma desvalorização de 28,92% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

De acordo com dados do Projeto Siga-MS, os desafios climáticos, com chuvas abaixo do normal e mal distribuídas impactaram diretamente no desenvolvimento das lavouras. “A seca deste ano prejudicou a produção, que poderia ter mantido a média de crescimento dos últimos anos”, relata o coordenador técnico da Aprosoja-MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul), Gabriel Balta, em nota distribuída à imprensa pela entidade.

Segundo levantamento realizado pela Granos Corretora, até 10 de junho de 2024, o MS já havia comercializado 58,85% da safra 2023/24, avanço de 3,48 pontos percentuais quando comparado a igual período de 2023 para a safra 2022/23.

O preço médio da saca de 60 Kg de soja, em MS, registrou desvalorização de 0,62% entre os dias 03 e 10 de junho e foi cotada ao valor médio nominal de R$122,13 no dia 10. A produção total de soja em Mato Grosso do Sul no ciclo 2023-24 é de 12,3 milhões de toneladas, abaixo da safra anterior, que cravou 15 milhões de toneladas.

Segundo Carta de Conjuntura divulgada pela Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), a soja apareceu em 1º lugar no ranking das exportações, com 27,56% do total comercializado e montante de US$ 1,1 bilhão no ano, considerando o período de janeiro a maio.