Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 22 de Abril de 2024

Agronegócio

Produtor aposta na suinocultura e consolida diversificação e auto-suficiência energética

A suinocultura consolida a diversificação produtiva das duas propriedades da família que fica na divisa de Sidrolândia com Dois Irmãos do Buriti.

Redação/Região News

15 de Fevereiro de 2024 - 08:15

Produtor aposta na suinocultura e consolida diversificação e auto-suficiência energética
Implantação dos 4 barracões que abrigarão 6.288 leitões. Foto: Divulgação.

A Fazenda Alegre  é uma das 16 propriedades em Sidrolândia que a partir de abril começam a receber os primeiros leitões nascidos na Unidade de Produção, inaugurada em maio passado pela Cooperativa Alfa.

Produtor aposta na suinocultura e consolida diversificação e auto-suficiência energética
UPL da Cooperalfa. Foto: Marco Tomé/ Região News.

Os irmãos Rodrigo e Raphael Barbosa Ferreira  estão investindo R$ 8,2 milhões, na implantação dos 4 barracões que abrigarão 6.288 leitões até atingirem 150 kg, quando serão levados para abate no Frigorífico Aurora, em São Gabriel do Oeste.

A suinocultura consolida a diversificação produtiva das duas propriedades da família que fica na divisa de Sidrolândia com Dois Irmãos do Buriti, desde os anos 50. Os Barbosa Garcia produzem soja, milho, cria de gado, têm aviários onde alojam 67 mil galinhas poedeiras que botam 50 mil ovos por mês destinados à incubadora da JBS de onde saem os pintinhos que abastecem os 440 aviários.

A cama de frango, resíduos das galinhas, é usada na adubação da área de lavoura. Os dejetos dos porcos serão empregados na fertilização das pastagens e viabilizarão a instalação de biodigestor para produção de energia elétrica com o aproveitamento de biogás. A propriedade que já tem autossuficiência de energia elétrica com energia solar, vai ter receita extra com a venda do excedente.

São 16 produtores rurais integrados que estão investindo R$ 131,2 milhões na implantação de núcleos com 4 granjas, cada uma alojando com 1.572 animais. Outros 41 produtores estão à espera de financiamento para construir seus núcleos, mais de R$ 336 milhões. Eles receberão os leitões com 24 kg e entregarão com 111 kg para abate no Frigorífico da Aurora em São Gabriel.