Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 17 de Agosto de 2022

Antônio João

Município não envia projeto e perde R$ 1 mi para construção de ciclovia e pista

No caso deste tipo de emenda, o município tem prazo para apresentar o projeto à Caixa Econômica Federal.

MS Urgente

07 de Abril de 2022 - 16:16

Município não envia projeto e perde R$ 1 mi para construção de ciclovia e pista

Por não enviar a tempo o projeto, a prefeitura de Antônio João, município localizado na região de fronteira com o Paraguai, perdeu R$ 1 milhão que seria destinado para a construção de uma ciclovia. Conforme apurado, o valor havia sido adquirido pela prefeitura na gestão anterior, por meio de emenda impositiva do deputado federal Dagoberto Nogueira. No caso deste tipo de emenda, o município tem prazo para apresentar o projeto à Caixa Econômica Federal.

Caso isso não ocorra, não é possível celebrar convênio e o valor retorna à União. De acordo com o ex-secretário de Governo do município e ex-candidato a prefeito Afrânio Martinez Marques, a gestão passada chegou a deixar um pré-projeto, com maquete e outras informações, e cabia apenas ao novo prefeito, Marcelo do Pé, consolidar o projeto e enviá-lo para aprovação.

No entanto, perdeu o prazo. Afrânio lamenta ocorrido e cita que a ciclovia seria construída juntamente com uma pista de caminhada às margens da rodovia MS-384, na saída para Ponta Porã, proporcionando melhores condições de lazer e segurança aos moradores. “Uma emenda de R$ 1 milhão, para uma cidade de apenas 9 mil habitantes, é muita coisa. A obra seria importante, pois quem caminha por ali precisa andar sobre o cascalho”, lamentou.

Afrânio citou ainda que foram deixados para o município recursos na ordem de R$ 200 mil para construção da Feirinha do Produtor, R$ 700 mil para finalização da segunda etapa do complexo de piscinas olímpicas e R$ 500 mil para recapeamento de importantes ruas da cidade, fruto de emenda impositiva da senadora Simone Tebet.

“Tem mais R$ 5 milhões em projetos aprovados, com recursos garantidos, para um financiamento junto ao Governo Federal para asfalto do bairro Vila Nova. A obra já foi licitada e já começou, mas demorou muito para começar”, ressaltou. A equipe de reportagem tentou contato com o prefeito para comentar o assunto, mas não obteve resposta.