Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 25 de Maio de 2022

Economia

Comércio e setor de serviço terão neste mês linha de crédito de R$ 23 milhões para capital de giro e estoque

Em 2015, o governo do Estado aprovou integralmente o montante do FCO destinado a Mato Grosso do Sul – R$ 1 bilhão e 386 milhões.

Flávio Paes/Região News

04 de Dezembro de 2015 - 09:03

Os setores de comércio e serviços de Mato Grosso do Sul terão à disposição neste fim de ano R$ 23 milhões do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) para aplicação em capital de giro, formação de estoque e outras operações. A liberação do recurso foi aprovada em reunião do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo FCO (CEIF/FCO), “É uma importante fonte de recurso para o setor de comércio e serviços do Estado. Os empresários têm aí uma oportunidade de fôlego financeiro num período de crise e de obrigações trabalhistas a serem honradas”, afirmou o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Elias Verruck, que também preside o CEIF/FCO.

Segundo o secretário Jaime Verruck, os R$ 23 milhões do FCO destinados ao setor de comércio e serviços “já estão à disposição no Banco do Brasil. O banco nos solicitou esse recurso e a demanda foi aprovada na última reunião do CEIF”. Até 31 de dezembro, o BB ainda deverá realizar a contratação de R$ 200 milhões em projetos de empreendimentos que já foram aprovados pelo FCO para serem feitos em Mato Grosso do Sul. “É uma operação significativa para a economia estadual e que dá segurança aos empresários que tiveram seus projetos aprovados, possibilitando o cumprimento dos seus cronogramas”, reforçou Jaime Verruck.

Para o presidente da Fecomércio-MS, Edison Araújo, os recursos irão ajudar a economia e o desenvolvimento do Estado. “Os recursos têm que ser utilizados para investimentos, mas a aplicação dos R$ 23 milhões para capital de giro até o dia 31 de dezembro vai dar oportunidade de tirar os empresários do sufoco e fomentar a nossa economia”, afirmou.

Em 2015, o governo do Estado aprovou integralmente o montante do FCO destinado a Mato Grosso do Sul – R$ 1 bilhão e 386 milhões. “O compromisso feito com o governador Reinaldo Azambuja foi o de realizarmos quantas reuniões fossem necessárias para agilizar a apreciação e análise das propostas apresentadas ao Fundo. Foi o que fizemos e atingimos a meta estabelecida no contrato de gestão firmado pela Semade com o governador”, lembrou o secretário.

Ainda no evento, o BB anunciou a disponibilidade de pouco mais de R$ 220 milhões em crédito próprio do banco para operações e atividades empresariais no Estado.