Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 17 de Maio de 2021

Policial

Artista plástica é amordaçada e morta em casa

Campo Grande News

04 de Maio de 2021 - 14:09

Artista plástica é amordaçada e morta em casa
Movimentação de polícia e peritos na casa onde a vítima foi achada morta nesta manhã (Foto: Henrique Kawaminami)

Artesã Catarina Maria Marquesi Moreira, 72 anos, foi encontrada morta, amarrada e amordaçada na manhã desta terça-feira (4), na casa onde vivia, na Rua João Pessoa, quase esquina com a 13 de Maio, na região do Bairro São Francisco, em Campo Grande.

Conforme testemunhas, o corpo foi localizado pela filha, ao chegar na casa logo cedo. A suspeita é de latrocínio, roubo seguido de morte. A vítima pintava quadros e algumas peças foram roubadas, conforme as primeiras informações repassadas pelos vizinhos.

Também segundo amigos, a vítima era casada, mas o marido tem problema auditivo e não teria ouvido a movimentação de ladrões à noite. A suspeita até agora é de que alguém entrou de madrugada, pulou o muro de cerca de 3 mestros, de uma casa abandonada que fica ao lado, rendeu Catarina, a amordaçou, amarrou e matou.

"Sentimento horrível", diz morador de 55 anos, que conhecia a vítima há mais de 40 anos. Catarina era uma pessoa querida na região porque também dava aulas de artes plásticas a outras mulheres e trabalhos artesanais, como pinturas de panos de pratos.

Amigo da família desde criança, o radialista Otacílio Pereira, 49 anos, reclama da violência no bairro São Francisco. "Já aconteceu isso com minha irmã que mora do lado da casa dela. Os bandidos entraram, judiaram dela. E agora com a nossa vizinha foi pior. Estamos muito sentindo com isso.  Uma vizinha excelente. Maravilhosa. Perda grande".

Policiais da Derf  (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) estão no local. Catarina deixa três filhos.