Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 16 de Abril de 2024

Política

Deputada defende proibição da venda de bebidas alcoólicas a menores

Nova News

01 de Julho de 2011 - 12:00

Deputada defende proibição da venda de bebidas alcoólicas a menores
Deputada defende proibi - Divulga

A deputada estadual Mara Caseiro (PTdoB), vice-presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, defendeu nesta tarde (30) a proibição da venda de bebidas a menores de idade, como forma de reduzir o consumo abusivo de álcool no País.

A declaração foi proferida durante o seminário "Consumo abusivo de álcool - causas e consequencias", onde especialistas discutiram as causas e conseqüências do consumo abusivo da bebida alcoólica e as razões que determinam o aumento exponencial do consumo nos últimos cinco anos, principalmente entre os jovens.

"Proibir a venda de bebidas alcoólicas para crianças e adolescentes é o primeiro ponto, o principal, para coibir o uso abusivo do álcool em nossa sociedade", discursou a deputada.

Ela também defendeu maior apoio governamental às comunidades terapêuticas, que hoje, em sua maioria, não possuem aporte financeiro oficial para se manter e ajudar os dependentes químicos.

"Precisamos fazer um estudo sobre estas comunidades e trabalhar para que elas tenham mais recursos e possam resgatar mais pessoas", comentou.

Para Mara Caseiro, os altos índices de consumo de álcool e drogas na sociedade brasileira se devem ao excesso de permissividade e à perda dos valores.

"Temos que trabalhar muito com nossos jovens e estruturar nossas famílias", reforçou.

Além da proibição da venda de bebidas alcoólicas para menores e maior auxílio às comunidades terapêuticas, Mara sugeriu mudanças nas equipes do PSF (Programa Saúde da Família) para atender dependentes de álcool e drogas.

"É preciso inserir na equipe do PSF profissionais como psicólogos e assistentes sociais, que trabalham com a mente das pessoas e não só com o indivíduo, mas com toda a família. Assim, esse atendimento seria melhorado e muitos mais poderiam ser ajudados", disse.

O debate desta quinta-feira é o primeiro de uma série de conferências estaduais que a Comissão Especial de Bebidas Alcoólicas da Câmara dos Deputados, presidida pelo deputado federal Geraldo Resende (PMDB), vai promover em alguns estados brasileiros.

O relator da comissão, deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP), esteve presente no debate e disse que as sugestões apresentadas durante o seminário integrarão o relatório final.

Durante o seminário, apresentaram painéis sobre o tema o diretor administrativo do AA (Alcoólicos Anônimos), Dorgival Rodrigues, a secretária de Saúde do Estado, Beatri Dobashi, a gerente do CAPS (Centro de Apoio Psicossocial) - AD de Campo Grande, Maria Beatriz Maia, o representante da Fazenda Esperança, Dr. Fábio Moron de Andrade, e o Coordenador da Secretaria de Saúde Indígena de Dourados, Zelik Trajber.

Os debates comandados pela Comissão Especial de Bebidas Alcoólicas da Câmara continuam pelo Brasil até setembro. Os próximos acontecem dia 12 de julho, na Assembleia Legislativa de São Paulo, 18 de agosto em Fortaleza (CE), 25 de agosto em Belém (PA) e 15 de setembro em Porto Alegre (RS).