Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 21 de Abril de 2024

Política

PTB reorganiza provisórias visando as eleições de 2012

No entanto, as chapas proporcionais serão puras, conforme decisão da Executiva Regional tomada na semana passada e publicada na edição de hoje do Diário Oficial.

MS Notícias

06 de Julho de 2011 - 14:00

Após dissolver todos os seus diretórios e comissões provisórias, o PTB de Mato Grosso do Sul está se reorganizando, com vistas às eleições municipais de 2012.

O presidente regional do partido, Ivan Louzada, tem percorrido o interior para montar novos grupos políticos e chapas competitivas, a fim de concorrer a prefeituras e cadeiras nas Câmaras de Vereadores no ano que vem.

Poucos meses após ter dissolvido os comandos partidários tanto na Capital quanto no interior, o PTB já está reorganizado em 17 cidades: Água Clara, Amambai, Aparecida do Taboado, Bataguassu, Bodoquena, Bonito, Deodápolis, Eldorado, Itaporã, Laguna Carapã e Nioaque.

Também já foram empossadas as comissões provisórias de Ponta Porã, Sidrolândia, Sonora, Tacuru e Terenos. Em Coronel Sapucaia, a nova diretoria já foi escolhida, mas está em processo de registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Ivan Louzada também já conversou com lideranças políticas de Aquidauana, Paraíso das Águas e Costa Rica, visando a formação de novas comissões provisórias.

O prefeito de Aral Moreira, Edson Luiz de Davi, se comprometeu a ficar no partido e reforçar suas bases. “Nós conversamos e ele está disposto a ajudar o partido a montar uma chapa competitiva de candidatos a vereador no município”, explicou Louzada.

O posicionamento do prefeito acaba com especulações de que pudesse deixar a sigla.

Segundo Louzada, o PTB deve lançar de cinco a dez nomes para concorrer a prefeituras e pretende concorrer à Câmara de Vereadores em pelo menos 55 cidades.

Onde não puder lançar candidatura própria, o partido deve firmar alianças e indicar candidatos a vice-prefeito.

Chapa pura

No entanto, as chapas proporcionais serão puras, conforme decisão da Executiva Regional tomada na semana passada e publicada na edição de hoje do Diário Oficial.

Conforme a resolução, o PTB deixará de disputar as eleições para vereador nos municípios onde o diretório ou comissão provisória não apresentar uma nominata de candidatos para concorrer ao pleito.