Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Economia

Minuto de celular do Brasil está entre os mais caros do mundo, diz UIT

Os números são de 2013. Fora da rede, ou seja, nas ligações para outras operadoras, os preços adotados no Brasil são mais altos, ficando em US$ 0,55

Midiamax

25 de Novembro de 2014 - 17:00

O Brasil é um dos países com maior custo por minuto de ligações de celulares, mostrou um levantamento da União Internacional de Telecomunicações (UIT), cuja metodologia foi questionada nesta segunda-feira (24) pelo sindicato que reúne as operadoras do país, o Sinditelebrasil.

O levantamento da UIT -- que analisa 166 países -- afirma que o custo do minuto para ligações de celular em horário de pico e dentro da rede da mesma operadora no Brasil é de US$ 0,53 por minuto, acima da maior parte dos países analisados, com exceção de França e Grécia (US$ 0,54), Irlanda (US$ 0,60) e Suíça (US$ 0,65). Os números são de 2013. Fora da rede, ou seja, nas ligações para outras operadoras, os preços adotados no Brasil são mais altos, ficando em US$ 0,55. O país, nesse caso, fica atrás apenas de Irlanda (US$ 0,60) e Suíça (US$ 0,65).

Segundo o Sinditelebrasil, no entanto, a pesquisa está distorcida, por considerar apenas o preço-teto do minuto da telefonia móvel homologado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). De acordo com o sindicato, o preço médio por minuto do celular no Brasil é de cerca de US$ 0,07.

O diretor-executivo do Sinditelebrasil, Eduardo Levy, explicou que as empresas informam preços-teto para a Anatel homologar, que não podem ser ultrapassados. "Para não ter risco de ficar acima do valor da Anatel, as operadoras colocam (os preços-teto) bem altos e praticam promoções", disse. Levy citou relatório da Anatel segundo o qual o valor médio do minuto homologado no terceiro trimestre de 2013 variava entre R$ 1,20 e R$ 1,40, sem tributos, e que, na prática, com descontos e promoções, o preço médio era de R$ 0,15 por minuto.

Em comunicado, o sindicato informou que o preço médio do minuto do celular no Brasil representa 13% do preço apontado pela UIT, órgão ligado às Nações Unidas. As informações do sindicato são baseadas em estudo da consultoria Teleco. Já a Anatel informou que segundo seus cálculos o preço do minuto da telefonia móvel no segundo trimestre de 2014 no Brasil -- incluindo planos pré e pós-pagos -- foi de R$ 0,16, ou cerca de US$ 0,06m tomando como base a cotação desta segunda-feira.

Banda larga

Por outro lado, o preço médio da assinatura residencial mensal da banda larga fixa no Brasil está entre os mais baratos, em US$ 13,82 por 1 Mbit/s (megabit por segundo), de acordo com a UIT.

Na China, a assinatura mensal pela mesma velocidade sai em média por US$ 19,37, e na Colômbia, por US$ 19,80. Apesar disso, há países que oferecem velocidades bem maiores a preços mais baixos. É o caso da Rússia, onde a assinatura mensal de Internet de 5 Mbit/s sai por US$ 6,28, em média. Já em Cingapura, a banda larga fixa de 25 Mbit/s sai por um valor médio de US$ 19,90, segundo a UIT.