Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 13 de Junho de 2024

Policial

Guarda municipal detido por PM disse que usaria arma raspada em "bico" de segurança

Os policiais perceberam que o revólver estava com a numeração raspada. Além disso, ele não tinha o porte para manusear a arma de fogo

Midiamax

18 de Novembro de 2014 - 09:56

O revólver Taurus calibre 38, com numeração raspada, que estava no carro do guarda municipal, de 32 anos, era utilizado por ele para fazer “bico” como vigia. A ação foi realizada dois dias após um militar ser abordado e detido por guarda municipal e a partir daí surgirem supostas mensagens virais sobre o caso.

O flagrante foi realizado pelo BPChoque (Batalhão de Policiamento de Choque) na noite de segunda-feira (17), no Residencial Marajoara, em Campo Grande. Os militares estavam em ronda quando viram um veículo branco com portas abertas na região.

Eles iniciaram uma vistoria no veículo quando o servidor, que teve o nome preservado, disse que era o proprietário. O guarda se identificou inicialmente como sendo um vigia e que tinha recebido uma arma de fogo para realizar um trabalho noturno.

Ele disse que o serviço duraria dois dias e que o revólver estava debaixo do banco. Já as munições, no porta-luvas. Durante a checagem, foi encontrada a arma e os projéteis.

Os policiais perceberam que o revólver estava com a numeração raspada. Além disso, ele não tinha o porte para manusear a arma de fogo.

Com isso, ele foi preso em flagrante. A partir deste momento, o suspeito se identificou como guarda municipal e apresentou a carteira funcional. O caso foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, região sul de Campo Grande.