Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 19 de Abril de 2021

Policial

PMA autua fazendeiro em R$ 773 mil por desmatamento e incêndio no Pantanal

O responsável pelas fazendas, que estava no local, apresentou licença ambiental para limpeza de pastagem

PMA/MS

11 de Novembro de 2014 - 08:45

Policiais Militares Ambientais de Coxim (MS) autuaram ontem à tarde um pecuarista por desmatamento ilegal. A PMA localizou a infração em duas fazendas no município de Corumbá (MS) no Pantanal, nas proximidades da divisa com o município de Coxim. O proprietário das fazendas desmatou 441 hectares em uma propriedade e 311 hectares na outra que é vizinha. Além disso, o pecuarista efetuou incêndio na vegetação derrubada em área de 21 hectares.

O responsável pelas fazendas, que estava no local, apresentou licença ambiental para limpeza de pastagem. Este tipo de licença só permite a derrubada de arbustos, com diâmetro abaixo de 32 centímetros na altura do peito (Circunferência a altura do Peito (CAP) é considerada a 1,30 metros de altura da vegetação). A maior parte das árvores derrubadas atingiam 70, 80 e 90 centímetros de diâmetro, o que caracteriza o desmatamento.

As atividades foram paralisadas. O proprietário da fazenda, residente em Corumbá (MS) foi notificado a apresentar Plano de Recuperação da Área Degradada (PRAD), junto ao órgão ambiental. Ele foi autuado administrativamente e multado em R$ 773.000,00 pelo desmatamento nas duas fazendas e pelo incêndio. O pecuarista também responderá por crime ambiental e, se condenado, poderá pegar pena de três a seis meses de detenção.