Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 21 de Junho de 2024

Policial

Seis jovens de MS vivem em faculdade onde houve tiroteio nos EUA

O rapaz se negou a entregar a arma, entrou em confronto com a polícia e foi morto. Não há informações sobre as circunstâncias do tiroteio

Campo Grande News

21 de Novembro de 2014 - 10:51

Na madrugada de quinta-feira (20), um ex estudante da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, começou a atirar na biblioteca do campus de Tallahassee. Só o autor do tiroteio foi morto. Seis universitários de Mato Grosso do Sul estudam no local, não ficaram feridos e só receberam alerta para se proteger durante a troca de tiros.

O rapaz se negou a entregar a arma, entrou em confronto com a polícia e foi morto. Não há informações sobre as circunstâncias do tiroteio. Três estudantes ficaram feridos. A universidade é uma das maiores do Estado, com cerca de 40 mil alunos.

A estudante Isabela Maia, 21 anos faz engenharia civil na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e há um ano está fazendo intercâmbio na universidade pelo programa ciências sem fronteiras. Ela mora em frente à universidade e ficou sabendo do ocorrido por meio de um alerta.

"Recebi um e-mail falando que uma situação perigosa estava acontecendo e pediram para se proteger, ficar longe de paredes e janelas. Não liguei muito porque sempre tem testes desses e-mails, então não pensei que tinha sido real. Dez minutos depois meu namorado veio falar comigo desesperado", conta Isabela.

A acadêmica relata que ficou muito preocupada e na hora mandou mensagem para a família e no dia seguinte ligou para explicar tudo. "Eu e meus amigos estamos muito bem, e muito tristes também! Todos estávamos em casa na hora do 'atentado' e a única morte foi do atirador, e acredito que as outras vitimas estão bem até agora, graças a Deus! Continuem em oração", disse Isabela em uma publicação no Facebook.

Além dela, mais cinco estudantes de Mato Grosso do Sul estudam na Universidade Estadual da Flórida.