Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 1 de Dezembro de 2020

Política

Em visita a Campo Grande, governador de Minas pede consciência ao eleitor de MS

Questionado sobre o cenário eleitoral, Anastasia foi comedido, sobretudo por argumentar que está em agenda oficial.

Cojuntura Online

24 de Fevereiro de 2014 - 17:00

O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB), está em Campo Grande nesta segunda-feira (14), onde profere palestra no período da tarde em evento da FIEMS (Federação das Indústrias de MS).

Antes disso, ao desembarcar, Anastasia se reuniu com tucanos de Mato Grosso do Sul, dentre os quais o presidente regional do PSDB, deputado estadual Marcio Monteiro, e o deputado federal Reinaldo Azambuja.

Questionado sobre o cenário eleitoral, Anastasia foi comedido, sobretudo por argumentar que está em agenda oficial. O governador mineiro apenas pediu aos eleitores sul-mato-grossenses consciência na hora de votar.

Durante reunião, Marcio Monteiro informou ao correligionário que em Mato Grosso do Sul o PSDB sempre levou vantagem nas eleições presidenciais, já que o candidato do PSDB de modo geral obtém mais votos que os concorrentes. “Aqui no Estado o PSDB sempre teve êxito nas eleições presidenciais”, disse Monteiro, algo que serve de estímulo ao projeto tucano para 2014.

No pleito deste ano, Reinaldo Azambuja deverá se candidatar a cargo majoritário: ou para governo do Estado ou para o Senado, algo a se definir futuramente, visto que depende de alianças partidárias.

Nesse aspecto, o próprio Reinaldo citou alguns partidos com quem vem conversando em busca de aliança. Ele citou o PSB, do prefeito de Dourados, Murilo Zauith, e o DEM, que tem como lideranças expressivas o deputado federal Luiz Henrique Mandetta e o deputado estadual Zé Teixeira. O PSDB também tem conversado com o PT, do senador Delcídio do Amaral, que é pré-candidato ao governo.

Reinaldo também disse ao governador Anastasia que em Mato Grosso do Sul tem havido algo raro em política, um partido crescer mesmo sendo da oposição tanto no plano nacional quanto no estadual. Quanto ao Estado, ele disse que houve um “distanciamento” do PMDB no pleito de 2012, quando o PSDB deixou a base do governo para concorrer com candidatura própria à Prefeitura da Capital.

Naquela eleição, o PSDB praticamente dobrou a votação referente ao pleito municipal anterior, de 2008, disse ainda Reinaldo. O deputado federal tucano reforçou ainda que tem tratado das possíveis alianças com o próprio presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves. “Temos conversado muito com Aécio, o palanque dele está garantido em Mato Grosso do Sul”, acrescentou Reinaldo.

Da recepção do governador de Minas no aeroporto, participaram ainda os deputados estaduais Onevan de Matos e Rinaldo Modesto (ambos do PSDB), os prefeitos tucanos Luiz Antônio Milhorança (Angélica), Pedro Caravina (Bataguassu), Júnior Vasconcelos (Fátima do Sul), Juvenal Neto (Nova Alvorada do Sul), Zé Cabelo (Ribas do Rio Pardo) e Ari Basso (Sidrolândia). Presentes também o presidente da FIEMS, Sérgio Longen, e a vereadora de Campo Grande, Rose Modesto (PSDB).